Dicas para economizar em uma viagem a Suíça

economizar em uma viagem à Suíça

A Suíça é de fato um país caro para viajar comparado a outros da Europa,  como estamos cansados de escutar, inclusive aparecendo frequentemente na relação dos países mais caros do continente, ainda mais em época de alta do dólar. Mas é possível sim conhecer a Suíça de forma “econômica” ou pelo menos gastando bem menos do que os planos iniciais.

Resolvi compilar nesse post algumas dicas valiosas  que vão te ajudar a baixar o orçamento, gastar menos  e tornar realidade uma viagem à Suíça, um país lindo e que com certeza merece entrar para o roteiro da sua eurotrip.

Leia o artigo e veja todas as dicas para fazer economizar em uma viagem ao país.

Hospedagem

Hostels

Um dos fatores que mais pesam no bolso na hora de conhecer a Suíça é com certeza a hospedagem. Aqui até mesmo os hostels possuem preço de hotel comparados a outras cidades européias, mas pelo menos  são muito bons. Não posso falar de todos, mas sei de exemplos de lugares que alguns amigos e conhecidos já se hospedaram e aprovaram como o Youth Hostel em Interlaken, de fato bem localizado e que parece ter uma excelente estrutura. Dá uma olhada aqui no post da Carol do Mochilao Trips que se hospedou por lá.


Não se esqueça de adquirir um Seguro de Viagem/Assistência de Viagem! Algo que possui um baixo investimento e pode evitar diversos problemas que poderiam causar stress à sua viagem. Recomendamos fazer a cotação no comparador de preços da Seguros Promo que trabalha somente com as melhores seguradoras e oferece diversos descontos. Parcele em até 12x e garanta mais 5% de desconto usando o código do blog: MEJOGUEINOMUNDO5

Recomendo ler sempre as recomendações dos outros viajantes no Booking.com e Hostelworld e abrir a sua mente um pouco para esse tipo de hospedagem caso ainda não a tenha experimentado e tenha um certo receio. A maioria dos hostels oferece também quartos privativos a preços mais atrativos que hotéis e pode sair mais em conta no seu bolso.

Hotéis

Dica1- Comparar preços de hospedagem em cidades próximas. Escolher as cidades de base de acordo com os custos de hospedagem e a sua forma de locomoção.

Quando estiver com o seu roteiro pela Suíça já pré definido é a hora de começar a pesquisar os hotéis e recomendo que se faça isso com ao menos 2 meses de antecedência porque a maioria dos hotéis de rede mais em conta acabam esgotando rápido. Aliás, pensando em custos talvez o melhor seja pesquisar os hotéis até mesmo antes de ter todo o roteiro definido. Digo isso porque pode acontecer por exemplo de a hospedagem em alguma cidade em que planeje passar esteja muito cara, dai você tem a opção de alterar o roteiro e escolher outra cidade de base. Isso pode fazer uma grande diferença. Muita gente quer se hospedar em Zurique por exemplo, mas essa é uma das cidades mais caras da Suíça! De repente vale mas à pena se hospedar em alguma outra cidade como Lucerne e fazer um bate e volta de 1 dia para conhecer a cidade.

Se os preços estiverem realmente muito altos para a cidade que está procurando, adicione na sua busca cidades próximas, caso esteja de carro ou tenha o Swisspass porque os preços podem variar muito e às vezes por 5 ou 10 km vale à pena fazer a troca. Exemplos: ao invés de Interlaken, procure em Ringgenberg ou Meiringen.


Para a cotação e reserva de Hotéis aos melhores preços recomendamos a Booking.com. Leia as reviews de outros hóspedes e pague a sua estadia apenas quando chegar ao hotel.

Alugar um carro na Suíça é uma boa ideia. Recomendamos usar a RentalCars para pesquisar e efetuar a reserva de um carro no país. Você pode comparar os preços entre as melhores locadoras e economizar.

Dica2 – Compare os preços de hotéis que oferecem ou não café da manhã

Em muitos casos pode ser que não faça a diferença mas por via das dúvidas dê uma comparada nos preços dos hotéis que oferecem o café da manhã e os que não oferecem. Apesar de valer à pena tomar um café da manhã de hotel, se o preço for muito maior comparado com um hotel similar que não o ofereça eu recomendo optar pela segunda opção, até porque é possível tomar café da manhã de forma econômica pelas cidades como descrevo mais abaixo nesse texto.

Dica3 – Procurar hotéis de rede conhecidos por serem econômicos e possuírem um bom padrão.

Em Lucerne por exemplo tem Hotéis da rede Ibis e o Ibis Budget que costumam ser mais em conta. Faça a sua pesquisa em sites como o Booking.com e observe sempre as recomendações e notas dos viajantes anteriores que podem te ajudar na hora de decidir se o hotel vai ser a melhor escolha de custo x benefício.

Airbnb

Apesar de ainda não ter utilizado já dei uma fuçada no site da Airbnb para pesquisar algumas opções de hospedagem em cidades nas montanhas como Zermatt por exemplo e vi muitas opções e algumas com preço muito bom. Acho que pode valer muito à pena para quem vem em família ou viaja em grupo de amigos e quer passar uma temporada em algum lugar específico. Recomendo comparar os preços com os hotéis.

Camping

Existe até uma grande quantidade de campings pela Suíça, destinados na maior parte a pessoas que viajam de motorhome, mas nada impede que você chegue até lá de carro e se hospede na sua barraca certo? Não tenho muita informação sobre essa opção mas sempre vejo campings nos arredores das cidades. Acho que quem pretende acampar precisa estar de carro, pois a maioria dos campings ficam mesmo meio afastados do centro, na minha percepção. Veja aqui uma relação de alguns deles. Se você estiver indo viajar no verão e primavera essa pode ser uma excelente opção caso você tenha esse estilo mais de aventura e queira gastar pouco.

Couchsurfing

Agora a opção mais barata de fato é utilizar o CouchSurfing. Se você nunca ouviu falar, já dei uma prévia aqui, mas resumindo você se hospeda de graça na casa de um local que será teu anfitrião. Alguns amigos blogueiros testaram essa opção por aqui, o pessoal do Pra ver em Londres e a Carol do Mochilao Trips coincidentemente na cidade de Berna e eles tiveram excelentes experiências até porque conseguiram se sentir um pouco mais perto da cultura local.

Alimentação

Em restaurantes dificilmente é possível gastar menos de CHF20 francos suíços. Alguns até oferecem menu do dia a este preço mas com a bebida o preço acaba chegando a cerca de CHF25. Isso na hora do almoço. Se for jantar, prepare-se para desembolsar valores a partir de CHF25 a CHF30.

Se pretende dar uma equilibrada no orçamento e economizar com alimentação segue abaixo algumas dicas:

  • Café da manhã: Se o seu hotel/hostel oferece café da manha aproveite. Caso não, os supermercados Migros e Coop sempre possuem uma seção de padaria com diversas opções de pães fresquinhos em diversas horas do dia, croissant salgados, croissant de chocolate e até máquina de café. Isso vale também para as lojas de conveniência sempre presentes nos postos de gasolina.
  • Nos restaurantes da rede Migros, Coop e Manora ( da loja de departamento Manor) em algumas filiais são servidos também opções de café da manha com um preço por buffet ou itens separadamente. Os preços variam, mas na Manora por exemplo um menu que inclui até 6 itens custa 6 francos incluindo a bebida quente que pode ser um cappuccino, café espresso ou outras variedades de café tirados na hora na máquina. Hà pães fresquinhos, sucos de fruta,frios e alguns bolos, em porção bem pequenas mas em geral dá para comer bem.
  • Fast Food: Fuja do McDonalds e Burger King. Ao contrário de outros países, os lanches destas redes fast food não são baratos por aqui. Um menu Big Mac médio custa em torno 13 francos suíços e um menu Whooper chega a praticamente CHF20
  • Comida de rua: A moda dos kebabs também invadiu a Suíça e custam em média 10 francos a unidade. Dependendo do seu budget pode ser uma boa opção para o almoço ou lanche da noite. Dependendo também da época que você visite a Suíça pode encontrar barraquinhas de comida de rua que servem as famosas bratwurst, salsicha grelhada com pao por CHF6 a CHF8 ou hotdogs por CHF4 a CHF5.
  • Buffet por kilo ou menus com pratos quentes: As redes de supermercado Coop e Migros possuem restaurantes em algumas filiais e lá são servidos pratos quentes incluindo comidas típicas da Suíça e outras variedades por cerca de CHF15. Em alguns restaurantes (geralmente no Coop) há um buffet de comida por kilo, com ampla opção de saladas, pratos quentes e sobremesas. Além disso, há diversas opções de sanduíches quentes, saladas prontas, frango assado ou petiscos como porções de batata frita a menos de CHF10. Alguns exemplos: Frango assado inteiro (CHF12,80), Metade de um frango assado (CHF6,40), Porção pequena de batata frita (CHF4,00). Vários desses restaurantes oferecem um espaço com mesas e cadeiras para que os clientes se sentem e possam comer ali mesmo mas nada impede que você compre o que deseje e saia para comer na rua podendo sentar onde desejar ou até mesmo dentro do trem em um percurso e outro.
  • Outro restaurante que possui buffet com preços camaradas é a rede Manora que são restaurantes dentro de algumas das filiais das lojas de departamento Manor. O preço costuma ser parecido com o restaurante do Migros ou Coop, às vezes um pouco mais caro, mas também há excelentes opções de pratos quentes, carnes, saladas e estando em Lucerne por exemplo, o restaurante fica no topo de um prédio e oferece uma bela vista.
  • Sanduíches frios: Se você está num super budget e pretende gastar o mínimo possível ou dar uma equilibrada no orçamento, uma das melhores opções é comprar um sanduíche no Coop ou no Migros mesmo, mas no supermercado, não no restaurante. Hà mais opções nas geladeiras de sanduíches naturais e frescos a partir de CHF4,95, ou saladas e outras porções por preços camaradas. Em algumas filiais existe até um microondas para esquentar o seu lanche.
  • Faça seu próprio lanche: Outra excelente opção para gastar menos com alimentação é comprar em um dos mercados pão e frios para fazer sanduíche, assim você pode montà-lo da forma que desejar no hotel, hostel ou em qualquer lugar na rua mesmo e carrega-lo na bolsa para comer quando sentir forme.
  • Beba água potável direto das fontes e de graça: Compre uma garrafinha de água em um dos supermercados e a reutilize durante o dia, enchendo em uma das fontes de água potável espalhadas por diversas cidades como Berna, Zurique e Lucerna.
  • Nunca compre água ou outras bebidas nos Kiosks, que são como as bancas de jornais por aqui. Os preços são o dobro ou até três vezes mais caro do que no supermercado.
  • Sempre peça o menu e veja os preços antes de entrar em um restaurante: Pergunte sempre pelo prato do dia que costuma ser mais barato e caso você queira aproveitar a oportunidade para experimentar o clássico e tradicional fondue suíço ou a outra especialidade suíça chamada Raclette pesquise primeiramente os preços e peça pelo cardápio caso ele não esteja a vista. Muitos restaurantes são pega-turista com preços exorbitantes e que não justificam a qualidade dos pratos servidos.
  • Fuja do cafezinho: Sim, um simples e inocente cafézinho pode comprometer o seu orçamento aqui na Suíça. Na maioria dos cafés e restaurantes, um expresso custa mais de CHF3,50 e um cappucino mais de CHF4,00. O jeito é comprar café de maquina no Migros ou Coop apesar do preço ser quase o mesmo ou ainda café gelados nas geladeiras destes mercados que sai geralmente por CHF2,00.
  • Compre bebidas alcoólicas no Coop ou Denner: Se você quer beber uma cerveja, vinho ou qualquer outra bebida alcoólica, a melhor opção é comprar em um destes supermercados. Cerveja suíça em lata sai por menos de CHF2,00 e é possível encontrar garrafas de vinho de até CHF5,00. Mas atenção, tem que ser em um destes mercados, Coop ou Denner, porque no Migros não é vendida bebida alcoólica. Você pode inclusive comprar queijo e fazer um delicioso piquenique no gramado de algum parque ou de frente para um lago apreciando seu vinho, cerveja ou petiscos.
  • Chocolates: É lógico que estando em terras suíças você vai querer experimentar o famosos chocolate certo? Mas minha dica é comprar apenas nos supermercados. Barras de chocolate da Lindt custam cerca de CHF2. Cailer que é uma marca atualmente da Nestlé também fica por esse preço. Você vai reparar que no Migros não há essas marcas, apenas uma marca própria chamada Frey, que também é muito boa, por sinal. Fuja das caixinhas de bombom e dos bombons da Lindt por quilo e mire apenas nas barras mesmo. Se estiver em mais pessoas às vezes compensa procurar por um combo de 3 ou mais barras juntas que normalmente sai mais barato. No supermercado Denner os preços costumam ser mais em conta ainda também apesar da variedade ser menor. Outra rede que costuma ter preços muito bons é a Ottos AG, que é como uma loja de departamento. Jà consegui arrematar por lá barras de toblerone de 100g por apenas CHF1,50 e eles também possuem esses combos de várias barras a preços menores. Porém as lojas ficam meio afastadas do centro em algumas cidades. Mas pelo menos se você estiver de carro e passar por uma delas vale à pena entrar e dar uma olhada.
 Suíça de forma econômica

Olha aí eu e a Carol do Mochilao Trips saboreando nossos sanduíches numa pracinha em Lucerne!

Transporte

A logística é um outro fator que pode deixar a sua viagem para a Suíça mais ou menos cara. Minha sugestão é que você comece por aqui lendo esse artigo que escrevi:

Alugar um carro ou comprar um Swisspass para usar a rede de transporte da Suìça?

Neste artigo eu descrevo os prós e contras de cada uma dessas duas opções que na minha opinião são as melhores para explorar a Suíça. A escolha de uma delas vai depender muito dos seus objetivos, da época da sua viagem e uma série de outros fatores, como em quantas pessoas estará viajando, se há crianças e por quanto tempo.

Para quem nunca ouviu falar o Swisspass é um ticket múltiplo que além de dar direito a utilizar toda a rede de transporte público da Suíça (trens, ônibus e barcos) inclui uma série de benefícios como entrada grátis nos museus, gratuidade e descontos para crianças (dependendo da idade) e descontos em passeios pelas montanhas. É um passe que pode ser comprado para 3,4,8 ou 15 dias de viagem e na maioria das vezes sai muito mais em conta do que comprar os tickets para cada trecho de seu roteiro separadamente, até porque durante os dias comprados a quantidade de viagens é ilimitada. Esse é um investimento muito importante para quem pretende explorar ao máximo a Suíça.

Leia em detalhes tudo sobre o Swisspass, condições, tipos de bilhete, preços e onde comprar.

Mas para quem quer a liberdade de explorar a Suíça de carro, alugar um veículo também é uma excelente ideia e se estiver viajando em grupo então, pode ser que saia mais econômico.

Faça uma cotação na RentalCars e se inspire com os artigos abaixo:

Leia aqui 6 motivos para viajar de carro pela Suíça 

Saiba todas as regras e recomendações para dirigir na Suíça

Inspire-se com a rota do Grand Tour da Suíça

Passeios

Montanhas

Infelizmente os passeios às montanhas que incluem teleféricos ou cable car são caros. Recomendo que você faça uma lista de passeios que gostaria de fazer e pesquise os preços antecipadamente. Leia sobre cada passeio para se decidir pelo(s) que gostaria de incluir no seu roteiro. Se você quer ver neve em qualquer época do ano, por exemplo, você pode fazer o passeio a Jungfraujoch(Interlaken), Titlis (Lucerne) ou o Gornergrat para ver a Matterhorn (Zermatt) . Escolha um deles de acordo com a logística de seu roteiro.

Entre os passeios mais caros estão a subida até a Jungfraujoch e outras tantas como Titlis e Pilatus onde um ingresso de ida e volta chega perto dos CHF100 por pessoa.

A escolha dos passeios vai variar muito do seu objetivo na viagem. Eu recomendo a experiência de conhecer pelo menos uma montanha, acredito que é um investimento válido e um passeio com a cara da Suíça. Quem tem o Swisspass garante descontos de 25% até 50% em alguns desses passeios. Em Jungfraujoch o desconto é de 25% e em Zermat no passeio Gornergrat o desconto é de 50%. Jà ajuda bastante!

Se você é um aventureiro nato, pode fazer biking e economizar bastante, pagando apenas um trecho do passeio ou apenas a ida ou a volta e fazer a outra parte caminhando. Com certeza muitos francos serão economizados e essa é uma das melhores formas de aproveitar as lindas paisagens da Suíça.

Recomendo também que você dê uma conferida na lista de passeios oferecidos pela Viator em parceria com diversas agências de turismo. Muitas vezes alguns passeios acabam saindo mais em conta por lá além de você poder reservar e pagar no seu cartão de crédito antes mesmo de sair do Brasil.

Veja abaixo alguns posts sobre passeios pelas montanhas:

Junfraujoch, o topo da Europa

Harderkulm, vendo Interlaken do alto

Niederhorn, um passeio incrível pela Bernese Oberland

Lagos

A maioria dos lindos lagos da Suíça são acessados de forma gratuita, como o Lago Brienz e Thun e Interlaken ou o Lago Lungern na região de Meirigen. Mas há muitos outros lagos que ficam no alto de montanhas e então é preciso pegar o bondinho e pagar o valor de ida e volta para visita-los, como o lago Bachalpsee em Grindelwald First e o Lago Gelmersee em Grimselwelt.

Se você estiver viajando para a Suíça durante o verão, pode aproveitar e nadar em vários dos lagos suíços de forma gratuita ou pagando uma pequena taxa que varia de 3 a 10 francos para entrar em um Badi ( funciona como um clube que dá acesso a uma parte do lago e em muitas vezes piscinas)

Quem tem o Swisspass tem direito a fazer os passeios de barco de forma gratuita!

Veja abaixo um vídeo que fiz mostrando como é o passeio de barco pelos lagos de Brienz e Thun em Interlaken:

E outro mostrando uma trilha pelo incrível lago Bannalp que fica pertinho de Engelberg e da montanha Titlis:

Veja abaixo alguns artigos com dicas e fotos de lagos que visitei pela Suíça:

Caumasee, um dos lagos mais lindos da Suíça

Blausee, um lago encantador

Passeios de trem panorâmicos

Existem algumas rotas de trem panorâmicas aqui na Suíça que são muito famosas entre elas a Goldenpass, o Bernina Express e o Glacier Express. Os trajetos completos possuem um preço meio salgado então a minha dica aqui é novamente o Swisspass. Com ele esses passeios estão inclusos e você sò precisa pagar a taxa de reserva de assento.

Veja aqui como foi a minha experiência fazendo o Goldenpass.

Cidades

Caminhar pelas cidades e seus pontos turísticos é de graça, aproveite! Em Lucerne por exemplo, todos os pontos turísticos são gratuitos e podem ser visitados em uma caminhada pelo centro histórico da cidade, da mesma forma como Zurique, Berna, Basiléia, Montreux, Vevey. Quem tem Swisspass tem acesso gratuito a cerca de 4500 museus por todo o país!

Veja abaixo artigos para visitar os pontos turísticos de graça de cada cidade:

Dicas para explorar Zurique

Veja Zurique do alto da Grossmünster

Street Parade, festival de música eletrônica pelas ruas de Zurique

Dicas para explorar Lucerne

Conhecendo as muralhas e torres medievais de Lucerne

6 lugares para ver a cidade de Lucerne do alto

Basel/Basileia a capital cultural da Suíça

Berna a capital da Suíça e uma das cidades medievais mais bem preservadas da Europa

Thun uma cidade com castelos que parece ter saído de um conto de fadas

Interlaken a capital da aventura na Suíça

Montreux a cidade da Musica na Suíça

Vevey a cidade da Nestlé e onde morou Charles Chaplin

Souvenir

Cuidado para não cair de costas quando ver os preços dos souvenirs por aqui. Sim, eles são absurdos! Chaveirinhos variam de 8 a 10 francos suíços, sendo uma das opções mais baratas! Portanto se você quer levar uma lembrança do país a familiares e amigos, apele para o chocolate que com certeza é a opção mais barata e ir agradar tanto ou até mais que os famigerados souvenirs.  Outra dica é comprar alguns pacotes de biscoitos da marca Kambly que são tradicionais e deliciosos.

Mas se você realmente quer levar algum souvenir ou lembrança para casa a minha dica é que você deixe para comprà-los no supermercado Coop ou até mesmo na loja de departamento Manor. Existem algumas opções legais de chaveirinhos e outras lembrancinhas suíças a preços não muito abusivos, se assim podemos chamar um chaveiro que custa cerca de 10 francos.

Internet

Ter acesso à Internet hoje em dia é prioridade em uma viagem e aqui na Suíça é possível utilizar Free Wifi de alta velocidade nas estações de trem ( SBB FREE normalmente é o nome da rede e oferece 1h de acesso gratuito) e no centro de algumas cidades como Interlaken. Além disso, há WIFI grátis também em todas as filiais dos supermercados Coop e em algumas da Migros.

Outra opção é comprar algo no McDonalds e usar o Wifi deles. Poderia até sugerir a Starbucks também mas sabe como é, por ser Suíça, os preços são bem exorbitantes. Mas talvez caso você compre um lanche ou alguma bebida pequena valha à pena pelo conforto e também para aproveitar e recarregar os seus gadgets.

Roupas de inverno

Se você escolheu o inverno para viajar para a Suíça e não está tão a fim de gastar com roupas e calçados de inverno que são caros e dificilmente você usará no Brasil, tenho algumas dicas. A loja Dosenbach presente em várias cidades tem muitas opções de calçados para neve, botas e até mesmo roupas de marcas como Columbia a preços bem menores que outras lojas. Se você der sorte com 50 francos consegue comprar uma bota para caminhar na neve que não será  de uma marca muito conhecida mas que será bem útil durante a sua viagem de alguns dias à Suíça. Se você vier despreparado e precisar de um casaco de frio, talvez encontre algum com bons preços nas conhecidas C&A e H&M ou ainda em uma dessas lojas que também possuem filiais em várias cidades suíças: Chicoré e Zebra (nessas duas últimas lojas, roupas apenas para mulheres)

Aproveite o que é de graça

A Suíça é um país rodeado pela natureza e onde as cidades possuem diversos espaços públicos para serem aproveitados pelos locais e você como turista também pode e deve aproveità-los. Como citei anteriormente, você pode fazer um picnique de frente para o lago ou em algum parque e apreciar a vista. Ou simplesmente comer sua refeição ou sanduíche sentado em algum banco de praça ou na beira do lago.

Hà milhares de trilhas a serem feitas por florestas, montanhas e ao redor dos lagos. Se você gosta de biking  aproveite e caminhe muito durante a sua viagem. Certamente não faltarão belas paisagens.

Descubra os detalhes e características de cada local. Há muito o que se ver e explorar.

Já veio para cá e tem mais dicas de como economizar por aqui?

Comente e compartilhe com outros leitores!

Cadastre seu Email e receba artigos como esse ( de forma gratuita e sem SPAM)

 Suíça de forma econômica

travel-icon-183+ Dicas para planejar a sua viagem pela Suíça

  
  • Seguro de Viagem - Nunca se esqueça de contratar um Seguro de Viagem/Assistência Médica para a sua viagem pela Suíça! Algo que possui um custo baixo e pode evitar diversos problemas que poderiam causar stress à sua viagem. Recomendamos a Seguros Promo, um comparador de preços para você fazer a sua pesquisa e encontrar o melhor seguro de viagem de acordo com as suas necessidades ao melhor custo benefício. Cote os valores e garanta 5% de desconto usando o código do blog: MEJOGUEINOMUNDO5
 
  • Swiss Travel Pass: A melhor opção para explorar a Suíça utilizando toda a rede de transportes, o que inclui trem, ônibus e barcos em viagens ilimitadas mais gratuidade em rotas de trem panorâmicas pelo país e descontos em passeios aos Alpes e entradas em museus. Escolha o seu Swisspass aqui.
 
  • Global Pass: Caso seu roteiro inclua mais países pela Europa, talvez o Globalpass seja a melhor opção para você viajar de trem pela Europa. Informações e venda aqui.
 
  • Aluguel de carro na Suíça e Europa: Para quem quer ter a liberdade de explorar a Suíça e outros países da Europa que ficam na fronteira, o aluguel de carro é uma excelente opção! Recomendamos o site RentalCars, que é um buscador que mostra diversas locadoras de carros e os melhores preços.
 
  • Excursões e passeios pela Suíça com excelente custo benefício: Testamos a Viator e recomendamos. É uma das principais companhias que vendem passeios mundialmente e eles possuem parceria com diversas agências de turismo na Suíça. Mais de 100 opções de passeios pela Suíça, transfers de/para aeroportos nas principais cidades suíças e excursões aos Alpes com preços mais baratos até mesmo do que comprando diretamente no guichê. Veja aqui todas as opções de passeios oferecidos.
 
  • Pesquisa e reserva de hotéis: utilize o Booking.com, uma plataforma de busca e reserva de hotéis reconhecida mundialmente. Sempre pesquiso e acabo reservando hospedagem por lá por vários motivos, entre elesa possibilidade de muitas vezes reservar sem o cartão de crédito ou optar por pagar apenas na chegada e também é possível ler as avaliações de outros hóspedes. Veja aqui, por exemplo uma relação das hospedagens mais recomendadas nas principais cidades suíças:
   

Mais posts sobre a Suíça para te inspirar

Planejamento de Viagem à Suíça

Transporte na Suíça

Suíça nas diferentes estações

Principais cidades

Principais passeios em montanha

Lagos na Suíça

Vilas Suíças e dicas de passeios

Este post contém links de afiliados o que permite que um percentual de comissão seja repassado ao Blog em caso de reservas realizadas por aqui mas você leitor não paga nada a mais por isso e ainda contribui para manter o blog ativo e atualizado. Em caso de dúvidas consulte nossa Política de Publicidade. 

You Might Also Like

52 Comments

  • Reply Qual a melhor época para viajar para a Suíça | Me joguei no Mundo 25 de agosto de 2017 at 4:02 PM

    […] Na minha opinião, o Verão pode ser uma excelente época para quem pretende economizar porque abre as possibilidades de se acampar e há muitas atividades que podem ser feitas ao ar livre sem a necessidade de gastar dinheiro, como hiking. Além disso, e é possível fazer um picnic ao ar livre ao invés de gastar com uma refeição em um restaurante. Essas dicas com certeza irão influenciar o seu budget de viagem, mas veja mais dicas para economizar em uma viagem na Suíça aqui nesse post. […]

  • Reply Edson Amorina Jr 28 de julho de 2017 at 5:18 AM

    Eita, Monique, que post foi esse! 🙂 Maravilhoso, muito completo. E essencial economizar na Suiça, eita lugar caro… A Vivi vai passar uns 15 dias em Berna a trabalho e vou enviar esse post para ela dar umas escapadas (se tiver espaço na agenda… rs).

    • Reply Monique Bianchi 29 de julho de 2017 at 5:31 PM

      Oi Edson super obrigada. Tentei mesmo deixar aqui as melhores dicas para tentar gastar menos porque a Suíça é realmente um país carinho, ainda mais sem informaçao,hehe. Um abraço

  • Reply Luakfs 23 de julho de 2017 at 3:50 PM

    Ótimo post! Sempre volto bem pobrinha da Suíça hahaha Nunca me acostumo com os preços de lá. Entãopsots como esse são sempre bem-vindos. Adorei as dicas. 😀

  • Reply Pedro Henriques 23 de julho de 2017 at 2:15 PM

    Num país tão caro como a Suiça devemos ter gerir o nosso dinheiro com todo o cuidado. Gostei de ler este artigo, muito util para os que precisam de gastar pouco…como eu!

  • Reply Viviane Carneiro 23 de julho de 2017 at 1:50 PM

    A Suíça foi um dos lugares mais lindos que conheci, mas também foi uma das viagens mais caras que já fiz. Essas dicas são valiosas e as informações estão ótimas. Parabéns pelo post. Bjs

  • Reply rui batista 22 de julho de 2017 at 3:24 PM

    Há países nos quais temos MESMO de fazer bem as contas, se desejamos evitar que umas belas férias se transformem em pesadelo financeiro 🙂 Belo post.

    • Reply Monique Bianchi 23 de julho de 2017 at 5:48 AM

      Com certeza Rui e infelizmente a Suíça é um desses países,rs. Sem planejamento e informaçao uma viagem para cá pode custar mesmo uma fortuna mas existem sim essas dicas que podem ajudar a fazer uma bela economia. Abraços

  • Reply Itamar Japa 22 de julho de 2017 at 11:42 AM

    Ah que demais! Adorei as dicas! Este post é de utilidade pública né! rsrsr! Adorei ver a Carol e seu famoso lanchinho mochileiro! Valeu pelo post! Espero um dia ter a oportunidade de usá-lo quando for a Suíça! 😉

    • Reply Monique Bianchi 23 de julho de 2017 at 5:54 AM

      Oi Itamar, sim,haha, acho que muita gente acaba tirando a Suíça do roteiro pela fama de ser um país muito caro, o que infelizmente ainda é verdade. Porém com essas dicas é possível sim fazer uma boa economia e conhecer esse país que é lindo, Abraços!

  • Reply Flávia Donohoe 22 de julho de 2017 at 11:40 AM

    realmente tudo o que você frisou é indispensável para uma viagem de forma econômica, ainda mais em se falando de Suíça que todos dizem que é um pouco mais cara que o normal, todas as recomendações anotadas!

    • Reply Monique Bianchi 23 de julho de 2017 at 5:58 AM

      Pois é Flavia, realmente aqui na Suíça os preços acabam sendo mais altos que outros países da Europa entao acho que é essencial estar bem informado sobre essas possibilidades para dar uma economizada e nao estourar o orçamento,rs. Abraços

  • Reply Andrea 22 de julho de 2017 at 9:44 AM

    Dicas importantes e super válidas. Valeu por compartilhar.

    • Reply Monique Bianchi 23 de julho de 2017 at 6:00 AM

      Obrigada Andrea, acho que essas dicas realmente podem ajudar a economizar em uma viagem à Suiça, Abraços

  • Reply Patricia Brito Câmara 22 de julho de 2017 at 8:13 AM

    Uau! Tão completo! A Suíça é linda e um dos nossos principais destinos para uma viagem de mota. Um paraíso de tudo o que oferece, estradas, montanhas, monumentos, cidades! Obrigado pela partilha! Muito bom!

    • Reply Monique Bianchi 23 de julho de 2017 at 6:02 AM

      Que legal Patricia! Também adoro passeios de motocicleta por aqui e realmente o país é perfeito para isso com as estradas e passes alpinos e paisagens incríveis da natureza. Obrigada pela visita ao blog. Abraços

  • Reply Como é o passeio a Jungfraujoch, Top of Europe | Me joguei no Mundo 21 de maio de 2017 at 5:10 PM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Vevey em um dia com o ExperienceVevey | Me joguei no Mundo 26 de março de 2017 at 1:17 PM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply 6 mirantes para ver a cidade de Lucerne do alto – Me joguei no Mundo 25 de dezembro de 2016 at 11:03 AM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Alugar carro ou comprar o Swisspass em uma viagem à Suiça? | Me joguei no Mundo 4 de dezembro de 2016 at 6:01 PM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply 5 Motivos para viajar para a Suíça no Verão e Primavera | Me joguei no Mundo 4 de dezembro de 2016 at 5:52 PM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Curiosidades da Suíça: dicas para quem quer conhecer mais sobre o país | Me joguei no Mundo 4 de dezembro de 2016 at 5:46 PM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Toni 23 de outubro de 2016 at 5:44 PM

    Monique, tudo bem?

    Estou com uma dúvida, estarei indo para Suiça dia 04 de novembro 2016, ficarei alguns dias, e já estou com alguns passeios em mente, mas eu devo comprar tudo antecipadamente? Corro o perigo de não conseguir um dia antes, ou no dia?
    Se eu decidir comprar o Swiss Pass logo que chegar no aeroporto de Suiça, consigo pagar os passeios com descontos? Logo seria melhor eu pagar os passeios após adquirir o Swiss Pass?

    Fico no aguardo, obrigado!

    • Reply Monique Bianchi 24 de outubro de 2016 at 4:28 PM

      Oi Toni, tudo bem? Nao é necessário comprar passeios com antecedência. Existe alguns casos, como a Jungfraujoch que vale à pena garantir o ingresso antes da data desejada, por ser muito popular e possuir vagas limitadas, mas dependendo da época é possível adquirir o passeio no dia sim. Recomendo por precauçao. Passeios de trem, com exceçao das rotas de trem panorâmicas que exigem reserva obrigatória, nao precisam ser comprados com antecedência. Dessa forma, sim, é possível comprar o Swisspass por aqui e depois adquirir o ingresso dos passeios com desconto! Espero ter ajudado. Abraços

  • Reply Gillian 12 de setembro de 2016 at 5:40 PM

    Vou em março para a Suiça. Estarei em chamonix. Vou de carro de chamonix para me hospedar no Villa Honneg.
    Entre essas 2 cidades, tenho 1 dia e 1 noite pra gastar.
    Queria conhecer o lago lugern e a ponte em titlis. Qual cidade recomenda dormir? Q fique proximo dessas 2 atrações??

    • Reply Monique Bianchi 13 de setembro de 2016 at 1:54 AM

      Oi Gilian não entendi sua logística. Vc tem apenas doos dias entre Charmonix e Lucerne? Complicado, mas pelo.caminho recomendo uma parada em Montreux e Vevey ou Berna e Thun. Qualquer uma dessas.fica.na rota até o Vila Honegg em Lucerne. Abraços

  • Reply Paulo 3 de setembro de 2016 at 9:52 PM

    Chegando na Europa por Milão qual seria o melhor roteiro de turismo na Suiça por 12 dias conhecendo os lugares mais fantásticos e saindo por Zurique. Onde recomenda os pernoites ?

    • Reply Monique Bianchi 4 de setembro de 2016 at 6:48 AM

      Oi Paulo aqui no Blog hà dezenas de post com inspiraçao de lugares para você mesmo montar seu roteiro pela Suiça. Depende muito dos seus objetivos e estilos de viagem. Começaria pela Suiça italiana claro,jà que você chega por Milao, visitando lugano, Locarno e dependendo da época o Vale Verzasca. Outra ideia é fazer o passeio de trem panorâmico Bernina Express. No momento nao faço roteiros personalizados, mas isso seria um serviço pago até porque exige tempo e pesquisa. Abraços

  • Reply Nicole 16 de agosto de 2016 at 11:44 AM

    Olá, Monique.

    Você conhece Goldau?

    • Reply Monique Bianchi 17 de agosto de 2016 at 3:07 AM

      Sim, fica pertinho de Zug onde moro, mas jà é cantao Schwiz se nao me engano. Là perto tem também uma estaçao para subir a montanha Rigi.

  • Reply Clarice Schüssler 1 de agosto de 2016 at 12:32 PM

    Olá Monique!
    Parabéns pelos otimos posts, completos e muito explicativos! Além das fotos, que são apaixonantes.
    Faremos uma viagem à Suiça, eu e minha filha, já adulta, em maio de 2017. Definimos que em 8 dias, queremos conhecer as três ” regiões”, ou seja, a parte alemã, a parte francesa e a a parte italiana da Suíça.
    Como vamos usar o swiss pass, penso em fazer um trem panorâmico, qual o seria o mais indicado para ” unir” alguma dessas regiões em nosso roteiro? Já nos decidimos tb pelo Jungfraujoch. Seria bem interessante se pudessemos tb aproveitar o passe para fazer um trecho de barco. Podes me dar uma luz?
    Muito obrigada
    Clarice

    • Reply Monique Bianchi 1 de agosto de 2016 at 1:24 PM

      Olá Clarice, muito obrigada. Fico feliz pelos elogios e pelo Blog estar sendo útil no planejamento de seu roteiro! Acho uma excelente ideia conhecer as 3 partes que sao bem diferentes. O passeio de trem panorâmico Golden Pass liga a parte alema à francesa. Você pode pegá-lo saindo de Lucerne ou Interlaken e ir até Montreux ou vice e versa. Já o Bernina express liga a suiça alema com a Italia e é considerado um dos passeios mais lindos. Acho que eu escolheria o Bernina, se tiverem que escolher um só. Mas tem tb o Glacier Express que vai até Zermat e Saint Moritz. Passeio de barco eu recomendo pelo lago de Thun e depois em Brienz em Interlaken, mas nao sei se em maio o passeio estara funcionando. Se nao recomendo pelo lago de Lucerne! Espero ter ajudado. Um abraço

  • Reply I Encontro de Blogueiros e Leitores da Suíça | Me joguei no Mundo 13 de maio de 2016 at 5:54 PM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Isabella 8 de março de 2016 at 8:41 PM

    Boa noite, Monique.
    Gostaria de saber se você acha pouco levar 90 francos por dia para alimentação (almoço e jantar). Pretendo almoçar sanduíche (ou outro lanche rápido) e jantar em restaurante à noite. Todos hotéis que quero reservar já tem o café da manhã incluso.
    Desde já grata,
    Isabella

    • Reply Monique Bianchi 10 de março de 2016 at 8:09 AM

      Oi Isabela tudo bem? Considerando que vc pretende fazer um lanche rápido no almoço essa quantia é suficiente sim. Claro que depende do restaurante mas com um budget de chf60 por rxemplo para o jantar dá para pedir uma entrada e prato principal + bebida simples. Minha dica para o almoço é procurar os restaurantes da rede Manor ( a loja ee depto), Coop ou Migros ( os super ercados). Há buffet em algumad unidade, variedade de pratis prontos, salgados, sanduíches! Abraços

  • Reply Júlia 17 de janeiro de 2016 at 3:13 AM

    Monique, esqueci de te pedir ajuda numa dúvida: vou comprar o swiss pass e vou em maio; posso comprar as entradas tanto para o Gornergrat quanto para o Glacier Paradise lá na Suíça mesmo? Ou tem algo que seja melhor/necessário reservar daqui desses dois? Obrigada!

    • Reply Monique Bianchi 17 de janeiro de 2016 at 1:31 PM

      Oi Julia, pode deixar para comprar quando chegar aqui na Suiça!Abraços!

  • Reply Júlia 17 de janeiro de 2016 at 3:05 AM

    Adorei!!! Vou em maio de 2016, e muita coisa dessas dicas econômicas eu já tinha lido ou pensado na possibilidade de fazer, mas a forma como tu organizou tudo junto foi fantástica, parabéns! Vou imprimir e carregar comigo!

    • Reply Monique Bianchi 17 de janeiro de 2016 at 1:31 PM

      que bom que as dicas serão úteis Julia! Abraços

  • Reply Marcelo Marcos 6 de janeiro de 2016 at 9:04 PM

    Muito obrigado !!!! Monique, vc sempre super gentil !!! Já está batendo aquela ansiedade !!! Viajo dia 20/02/2016. Abços

    • Reply Monique Bianchi 7 de janeiro de 2016 at 11:42 AM

      🙂 Boa viagem Marcelo, jà esTà bem perto mesmo!
      Abraços!

  • Reply Marcelo Marcos 3 de janeiro de 2016 at 9:00 PM

    Olá, boa noite Monique !!! Por favor, vc teria alguma informação de como chegar ao Peak Walk by Tissot ? Já fiz diversas buscas na net e não localizei nada em português desse parque. Fiquei alucinado com as fotos da ponte que liga os picos das montanhas !!! Surreal de lindo !!! Abços

  • Reply Goldenpass: passeio de trem panorâmico de Lucerne a Montreux | Me joguei no Mundo 21 de dezembro de 2015 at 3:23 AM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Dirigindo pela Furkapass como James Bond | Me joguei no Mundo 11 de dezembro de 2015 at 12:37 PM

    […] Dicas para explorar a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Wengen, uma vila livre de carros no meio dos Alpes Suiços | Me joguei no Mundo 22 de novembro de 2015 at 12:49 PM

    […] Como conhecer a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Zurique - dicas sobre a metrópole suíça | Me joguei no Mundo 18 de novembro de 2015 at 1:56 PM

    […] Como conhecer a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Conheça o vale de Lauterbrunnen na Suíça, um lugar encantador | Me joguei no Mundo 18 de novembro de 2015 at 1:54 PM

    […] Como conhecer a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Meiringen, a cidade suiça dos merengues e Sherlock Holmes | Me joguei no Mundo 8 de novembro de 2015 at 4:33 PM

    […] Como conhecer a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Meiringen, a cidade suiça dos merengues e Sherlock Holmes | Me joguei no Mundo 8 de novembro de 2015 at 4:33 PM

    […] Como conhecer a Suíça de forma econômica […]

  • Reply Dicas para conhecer Lucerne, uma das cidades suíças mais lindas | Me joguei no Mundo 5 de novembro de 2015 at 2:39 PM

    […] Como conhecer a Suíça de forma econômica […]

  • Reply O que você precisa saber para dirigir na Suíça | Me joguei no Mundo 5 de novembro de 2015 at 2:29 PM

    […] Como conhecer a Suíça de forma econômica […]

  • Leave a Reply