Curiosidades da Suíça: dicas para quem quer conhecer mais sobre o país

curiosidades suíça

Desde que cheguei aqui na Suíça  em 2014 para morar, comecei a fazer uma imersão na cultura helvética e nisso acabei conhecendo algumas das curiosidades sobre o país e a vida por aqui. Resolvi então montar essa lista com algumas das maiores curiosidades da Suíça.

Apesar de ser um país relativamente pequeno, a Suíça exerce influência mundial sendo responsável pela fabricação das marcas mais famosas de Relógios, Chocolates e principalmente pelos famosos Bancos Suíços. Mas não é apenas isso, o país é também referência em vários setores como as companhias farmacêuticas e o sistema único de ensino.

A Suíça possui aproximadamente 8 milhões de habitantes ( bem menos que a metade da minha cidade natal São Paulo :p ) mas cheio de variedades e diferenças.

Aqui o país é  separado por 26 estados chamados de cantões e cada um deles é independente, ou seja, algumas regras e leis mudam de um cantão para o outro.

mapa suiça

É muito mais fácil planejar viagens com o Me Joguei no Mundo!
Utilize os links dos nossos afiliados logo a seguir para conseguir descontos em hospedagens, seguro viagem, ingressos e muito mais!

Se você está planejando uma viagem à Suíça leia esse outro artigo com várias dicas que compartilhei para economizar por aqui!

Suíça: 1 país, 7 presidentes

A Suíça possui um sistema político único num sistema de democracia direta que oferece a participação máxima dos cidadãos. Como citei antes, a separação do país é feita por 26 cantões que possuem uma certa autonomia.

Não vou entrar a fundo no assunto política nesse post, mas sim, o conselho federal do país é formado por 7 presidentes , cada um responsável por um ministério e eles que se revezam anualmente no conselho federal.

Suíça:o país do chocolate, queijo, relógios, canivete e bancos é claro.

A Suíça é um país pequeno ao se observar o mapa da Europa, mas além das paisagens mundialmente conhecidas, também é famosa por diversos outros motivos como os citados abaixo:

Chocolate Suíço

Marcas mundialmente conhecidas como Lindt, Nestlé, Cailer e Ovomaltine nasceram em solo suíço comprovando a enorme tradição do país suíço na produção dessas delicias. É bem complicado não se jogar no chocolate por aqui, onde sempre há novas opções para experimentar !

Para quem está acostumado com os preços no Brasil qualquer supermercado aqui é um paraíso, onde embalagens com 5 barras de chocolate Lindt, por exemplo, saem a 6 ou 7 francos! Sem contar as lojas Lindt com enorme variedade dos chocolates da marca.

Agora se você quer um chocolate mais especial recomendo as lojas Sprüngli e Läderach, facilmente encontradas por toda a Suíça.

Para quem quer uma maior imersão no mundo do chocolate é possível visitar a fábrica da Cailler ou fazer uma aula nas lojas Lindt ajudando a preparar alguns deliciosos chocolates suíços que são sinônimo de qualidade.

Queijos suíços

Gruyéres e e Emmental são apenas alguns exemplos da enorme variedade de queijos suíços que chega a mais de 400 tipos!

Daqui também vem a fama do fondue e do raclete, pratos típicos suíços. Mas não podemos esquecer também que as simpáticas vaquinhas suíças, outro símbolo do país são as maiores responsáveis pela fama do queijo e também do chocolate!

Leia também:


Relógios suíços

Marcas mundialmente reconhecidas como Rolex, Tissot, Swatch e Omega são especialidades suíças.

Nem preciso dizer mais nada de porque os relógios suíços são tão famosos não é mesmo, afinal num país onde a pontualidade é algo essencial, os relógios desempenham um importante papel.

Canivetes suíços

Vai para a Suíça? Nao se esqueça de comprar um legítimo canivete suíço Victorinox como souvenir, extremamente versátil e útil. E existem diversos modelos, tamanhos e cores, podendo agradar a qualquer um.

Bancos suíços

Quem nunca ouviu sobre os bancos suíços? Símbolo de privacidade, segurança e estabilidade, os bancos suíços se tornaram a grande escolha de milionários ao redor do mundo.

Indústrias Farmacêuticas

Grandes empresas deste setor também foram fundadas na Suíça, entre elas Roche e Novartis.

Paisagens suíças: Alpes, Lagos e Castelos

Grande parte das cidades suíças são emolduradas pelos Alpes e rodeadas de natureza, o que faz o país ser conhecido pelas incríveis paisagens, muitas comparadas àquelas encontradas em contos de fadas, principalmente pela influência medieval na arquitetura.

As paisagens suíças mudam a cada estação. As quatro estações do ano são bem definidas por aqui e o inverno geralmente é a que dura mais.

Na minha opinião, é durante a Primavera que as paisagens da Suíça ficam mais belas e inclusive até escrevi um texto sobre isso, contando 5 motivos para viajar pelo país durante essa época. Leia sobre aqui.

O Verão é também uma boa época para viajar para a Suíça. Veja aqui nesse post dicas de passeios e lugares para visitar na Suíça durante o verão.

Mas é claro que viajar para a Suíça durante o Inverno e  Outono também pode ser uma excelente ideia. Leia mais aqui.

Veja um comparativo com prós e contras entre alugar um carro na Suíça ou adquirir o Swisspass para usar a rede de transportes de forma ilimitada.

Mesmo na primavera é possível ver gelo no topo das montanhas, o que torna as paisagens ainda mais lindas e especiais!

curiosidades da Suíça

Outra característica presente nas paisagens suíças são os lagos!

O país é repleto deles e existem Lagos grandes como o Lago Leman, o Lago Maggiore e o Lago de Luzern e centenas de outros lagos menores de beleza inigualável. Alguns nem parecem de verdade como o GelmerseeCaumasee e o Blausee que pude visitar e comprovar pessoalmente!

Veja uma lista com os 10 lagos mais bonitos da Suíça na minha opinião.

Veja abaixo dois vídeos que fiz. O primeiro mostra um dia de trilha ao redor do lago Bannalp que fica próximo de Lucerne e o segundo vídeo mostra como é um passeio de barco nos lagos de Thun e Brienz na região de Interlaken!

Para complementar, a Suíça também possui muitos castelos e palácios. Alguns viraram museus como é o caso do Castelo em Thun, Spiez e o Chateau de Chillon em Montreux.

Além disso, a natureza suíça oferece diversas possibilidades para ser explorada. Abaixo alguns lugares que merecem destaque:

  • Rhine Falls ou Cataratas do Reno – a maior cachoeira em amplitude da Europa
  • Rheinslucht – considerado o Grand Canyon da Suíça
  • TriftBrücke – a ponte suspensa para pedestres mais longa dos Alpes suíços. possui 100 metros de altura e 170 metros de comprimento
  • Ponte suspensa Titlis – a ponte suspensa mais alta da Europa!
  • Jungfraujoch – conhecida como o topo da Europa, é nesta montanha que fica a estação de trem mais alta da Europa
  • Vila de Wengen – uma charmosa vila no meio dos Alpes
  • Lauterbrunnen – um vilarejo incrível localizado entre um vale. O local teria sido a inspiração de J.R.R Tolkien para criar as paisagens da Terra Média na hisTòria de “o Senhor dos Anéis”
  • Grindelwald – para viver uma real experiência nos Alpes suíços
  • Meiringen – a cidade dos merengues e de Sherlock Holmes
  • Região de Grimselwelt – gruta de cristais, lago de beleza única e o teleférico mais inclinado da Europa são apenas algumas das atrações
  • Gelmerbahn – o funicular mais inclinado da Suíça e da Europa, chegando a 106% de inclinação que garante uma boa adrenalina e leva até um lindo lago chamado Gelmersee
  • A Montanha Rigi na região de Lucerne – considerada a rainha das Montanhas
  • Pilatus Bahn – uma das formas de se chegar ao topo da famosa montanha Pilatus na região central da Suíça é através de um trem de cremalheira que é o mais íngreme do mundo.
  • Peak Walk – a primeira e única ponte suspensa no mundo que conecta dois picos de montanha fica na vila Les Diablerets
  • Alpine Coaster – o maior tobogã do mundo fica em Gstaad

Diversos outros lugares também figuram na lista de Patrimônios mundiais da Unesco, como:

  • Cidade antiga de Berna
  • Lavaux – região vinícola em Mountreux
  • Arena Sardona área tectônica
  • Castelos de Belinzona
  • Convento de Saint Gallen onde se encontra uma das mais antigas e ricas bibliotecas do mundo
  • Bernina Express e Glacier Express – rotas de trem panorâmicas e históricas que passam por paisagens impressionantes. Está entre as rotas de trem mais lindas do mundo.

O Idioma na Suíça

Bom, essa é uma das maiores curiosidades da Suíça, algo que eu não sabia muito bem antes de chegar aqui, mas no pais há quatro línguas oficiais: Alemão, Francês, Italiano e Romanche, fora alguns dialetos.

Mesmo nas regiões onde se fala a mesma língua há diferenças de sotaque por exemplo.O alemão é falado por mais de 60% da população, mas é um pouco diferente, digamos, adaptado, com algumas diferenças de vocabulário e pronúncia. Ou seja, o alemão aqui é diferente do alemão falado na Alemanha e muitos alemães que vem viver por aqui em busca de trabalho acabam tendo dificuldades de entender os suíços.

Escrevi um texto contando um pouco a minha experiência e o dilema de aprender alemão aqui na Suíça . Clique aqui para ler.

O Romanche é uma língua falada apenas por 1% da população suíça.

mapa idiomas suíça

Moradores e visitantes ilustres! 

Não é apenas na atualidade que a Suíça é um país escolhido como residência de famosos a exemplo de Tina Turner, Sofia Loren, Shania Twain e Phil Collins.

Aqui na Suíça já viveram personagens ilustres como Albert Einstein, o compositor Richard Wagner, Charles Chaplin, Freddie Mercury entre outros.

Foi aqui na Suíça, na cidade de Berna, a capital, que Albert Einstein criou a famosa Teoria da Relatividade. Além disso, ele também conseguiu a cidadania suíça e atualmente é possível visitar um museu dedicado à sua vida em Berna e também o apartamento em que ele morou!

Charles Chaplin se apaixonou pela cidade de Vevey, na parte francesa da Suíça e morou lá com sua família até a sua morte. Na borda do lago existe uma estátua de bronze dedicada a ele!

Atualmente a casa em que ele habitava se transformou em um museu e uma réplica de um estúdio foi construído com a cenografia dos principais filmes!

Freddie Mercury se encantou pela cidade de Montreux  e a vista do lago Genebra ao participar de uma das edições do famoso festival Montreux Jazz e resolveu se estabelecer por  lá durante um tempo. Comprou um estúdio de gravação, onde inclusive foi gravado o último álbum dele com o Queen: “Made in Heaven”. Nas margens do lago da cidade existe uma estátua de bronze em sua homenagem onde fãs do mundo todo deixam flores ao passar por lá.

Celebridades são atraídas não apenas pelas lindas paisagens suíças mas também pela política de impostos atrativa para milionários. Um exemplo é o dono da Ikea, que é um sueco e se mudou para a Suíça, sendo atualmente o morador mais rico do país.

Até mesmo o famoso personagem fictício Sherlock Holmes passou pela Suíça. Em uma das histórias, Sherlock Holmes enfrenta um de seus inimigos e acaba morrendo no alto de uma cachoeira chamada Upper Reichenbach, que existe realmente e fica na cidade de Meiringen, próxima a Interlaken. Nesta mesma cidade há também um museu e uma estátua de bronze dedicada ao famoso personagem. Quem é fã das histórias do detetive não pode perder a chance de visitar esta cidade!

A atriz britânica Audrey Hepburn passou os 30 últimos anos de sua vida morando em uma vila próxima a Lausanne chamada Tolochenaz

O filosofo alemão Friedrich Nietzsche também se encantou com uma das paisagens suíças, o canyon Viamala Schlucht, destacado em suas anotações.

O escritor britânico J.R.R. Tolkien famoso pela saga ‘o Senhor dos Anéis‘ teria se inspirado em algumas regiões da Suíça durante uma viagem ao país em 1911 para criar a famosa Terra Média relatada nos livros da série. Uma das regiões que mais teria tido influência seria Lauterbrunnen, um vale ao pé dos Alpes com mais de 70 cachoeiras! Inclusive, desde 2013 um museu na cidade de Jenins foi aberto ao público fã com a maior coleção de materiais dedicados ao autor e à série chamado de Greisinger Museum. 

Aos fãs dos filmes Alien, uma visita a um dos Giger Bar, mix de bar e museu na Suíça é imperdível. Presente em duas localizações foi idealizado pelo artista suíço HR.Giger com decoração totalmente inspirada no filme.

Leia aqui o artigo sobre Gruyéres onde conto sobre esse museu localizado dentro de um castelo e que também apresenta exposições de trabalho do artista.

A música ‘Smoke on the water’ da banda Deep Purple foi composta inspirada por um incêndio às margens do lago de Genebra no Casino da cidade de Mountreux onde a banda estava no ano de 1971 para gravar um álbum.

Invenções suíças

A Suíça nem sempre foi um pais rico. Houve uma época em que muitas pessoas viviam desempregadas e o trabalho nas fazendas era uma das únicas formas de sobrevivência. Talvez por isso, pelas dificuldades enfrentadas o povo suíço aprendeu a se virar de outra forma e essa é uma das explicações para que tantas invenções tenham saído deste pequeno país.

Veja abaixo que curioso algumas invenções que foram obras de suíços:

  • Canivete suíço
  • Papel alumínio por Robert Victor Nehe
  • Papel celofane por Jacques E. Brandenberger
  • LSD por Albert Hofmann
  • Velcro por George de Mestral
  • Absinto (bebida alcoólica)
  • Chocolate ao leite pela Nestlé
  • Chocolate branco ( embora haja controvérsias)
  • Creme Bepantol
  • Fonte helvética
  • Müsli, conhecida também como granola

Falando de invenções, gostaria de destacar que o fondue de chocolate é uma invenção provavelmente dos brasileiros, porque aqui na Suíça o fondue tradicional é apenas o de queijo mesmo. Porém quando visitei o Brasil nas minhas últimas férias achei em um mercado um fondue de chocolate produzido por uma empresa suíça. Acredito que eles saibam o sucesso desta versão no Brasil e que tenham resolvido produzir também, porém o preço estava muito alto pelo que me lembro.

Rede pública de transportes 

O transporte público na Suíça é referência mundial pela qualidade, pontualidade e conexões. Isso quer dizer que você consegue chegar em qualquer lugar sem depender de um carro.

Geralmente quando o local é um pouco mais isolado, em algumas montanhas por exemplo, onde não há conexão de trens, existe uma serviço de ônibus chamado Postbus, uns ônibus amarelos que são dos Correios. Ou seja, pode ser que demore um pouco mais do que de carro mas você chega aonde pretende!

Além disso, tanto os trens como os ônibus estão sempre impecavelmente limpos, possuem uma pontualidade excelente onde atrasos acontecem muito raramente e a oferta de horários e conexões é muito grande. Esses são pontos bem positivos para o turista que pretende explorar bem a Suíça.

É possível utilizar um ticket único chamado Swiss Travel Pass para rodar pelo país de forma ilimitada utilizando a rede de trens, ônibus e barcos.(saiba em detalhes como esse bilhete funciona).

Você escolhe a quantidade de dias que pretende utilizar o ticket e além de ser mais prático é também uma forma bem econômica de rodar por aqui, porque sejamos sinceros, o transporte público é muito bom mas também muito caro. Saiba mais e pesquise o Swiss Travel Pass para a sua viagem pela Suíça clicando aqui.

Algumas curiosidades relacionadas ao uso do transporte público aqui:

  • Os bilhetes para trem e ônibus podem ser comprados diretamente na bilheteria da estação ou em máquinas automáticas que podem ser colocadas em inglês e o procedimento em geral não é muito complicado. As máquinas aceitam moedas e notas, mas estas não podem estar muito amassadas. Nesse artigo que escrevi sobre Zurique, ensino como a comprar um bilhete em uma dessas máquinas, que pode ser particularmente útil quando há filas nas bilheterias por exemplo.

 

  • Para saber os horários dos trajetos que pretende fazer visite o site da SBB, a companhia de trens da Suíça.

SBB|CFF|FFS

  • Não existem catracas nas estações e nem nos ônibus. Se você possui o Swiss Travel Pass ou um bilhete normal comprado nas bilheterias, guarde-o bem porque é comum e super frequente um agente passar solicitando o ticket para confirmar a compra. Daí se não tiver, passa sufoco e paga uma bela multa.

 

  • Se seu trajeto envolver troca de trens verifique antes o número da plataforma para não correr o risco de perder o próximo trem

 

  • Quem viaja com bicicleta ou cachorro paga ticket extra

 

  • Algumas rotas de trem panorâmicos como Bernina Express e Glacier Express exigem além da compra do passeio uma taxa de reserva de lugares.

 

  • Os bilhetes de trem, assim como os dos ônibus não são específicos para um certo horário. Normalmente possuem uma validade de 1h, 3h ou até o dia todo, no caso de comprar um ticket diário de ida e volta chamado Tageskarte. Confirme na bilheteria. Isso significa que você não precisa se desesperar caso perca um ônibus ou trem. E também de que às vezes é possível fazer paradas intermediárias pelo caminho e aproveitar para conhecer outros lugares.

 

  • Além da plataforma é preciso saber também em que seção dela você deve ficar, porque há vagões de primeira e segunda classe. Nos painéis informativos há sempre uma tela mostrando onde os vagões param, indicados por seção A,B,C,D etc.

 

  • Se você for pegar um ônibus é possível também pagar ao motorista o valor do ticket.

 

  • Tanto os trens como o ônibus possuem botões que abrem a porta do lado de fora ou de dentro portanto não fique esperando elas abrirem automaticamente

 

  • Há painéis internos que mostram o trajeto e as próximas paradas que também são anunciadas por voz, normalmente na língua padrão de cada região, ou em inglês em locais como o aeroporto.

 

  • Os ônibus possuem um assoalho baixo e existe um botão dentro par indicar que alguém com carrinho de bebe ou cadeira de rodas irá descer. Desta forma o motorista aciona automaticamente uma plataforma que fica na mesma altura da rua e a descida ou a subida é simples e confortável.

Suíça, um país de múltiplas fronteiras

A Suíça fica localizada praticamente no centro da Europa e faz fronteira com cinco países: Áustria e Liechtenstein no lado leste, França no oeste, Itália ao sul e Alemanha ao norte. Essa localização mega privilegiada facilita a entrada e saída para outros países e portanto coloca a Suíça como uma excelente base para a sua viagem para estes países, seja de trem ou de carro.

Não há pedágios nas estradas suíças, mas há a obrigação de utilizar o adesivo Vignette colado no vidro do carro!

Leia este artigo que preparei contando tudo o que tudo o que você precisa saber para viajar de carro pelo país e se inspire com 6 razoes que listei para fazer uma roadtrip pelo país!  

Como o território suíço é pequeno, é fácil se locomover entre uma cidade e outra. É bem comum também, por exemplo, para as pessoas que moram aqui ir até o supermercado na Alemanha ou França ou até mesmo dar um pulinho na Itália para comprar alguns produtos específicos de lá.

O aluguel de carros aqui na Suíça é uma excelente ideia. Tudo bem que o sistema de transporte público funciona quase que perfeitamente porém querendo ou não você está sujeito aos horários pré-determinados e à troca de trens, o que alonga muitas viagens.

Um carro também facilita para quem quer estender o roteiro para outras cidades em países das fronteiras, como por exemplo aproveitar para visitar a linda região da Alsácia na França e conhecer cidades como Colmar e Eguisheim, muito próximas da cidade Basileia na Suíça.

Quem opta por alugar um carro aqui na Suíça também leva várias vantagens, principalmente se outro país na fronteira também está na lista. Leia aqui este artigo onde explico tudo o que você precisa saber para dirigir por aqui.

Existe até uma rota chamada Grand Tour da Suíça equivalente a Rota 66 nos EUA para ser feita de carro ou motocicleta e é uma boa sugestão para ajudar você a montar o seu roteiro!

Liechtenstein: Um país dentro de outro país

Liechtenstein é um pequeno país que fica bem na fronteira com a Suíça e a Áustria. Encontra-se na lista dos países mais ricos do mundo e é o único a estar totalmente nos Alpes. A capital é Vaduz, a língua é o alemão e o país é constituído por uma Monarquia.

Suíça e Rio de Janeiro

Você sabia que o novo bondinho para chegar até o Pao de Açúcar no Rio de Janeiro foi produzido na Suíça? E que o trem para chegar ao Corcovado onde fica o Cristo também?

Inclusive existia até uma parceria entre as duas montanhas garantindo 50% de desconto para subir até a montanha Jungfraujoch, caso apresentasse o ticket do Corcovado. Recentemente, um leitor do blog me disse que conseguiu o desconto entao recomendo trazer os bilhetes e tentar, caso os tenha.

Qualidade sim, mas tem seu preço

A Suíça é bastante conhecida pelo alto padrão de qualidade de praticamente tudo que fabrica por aqui e claro que os serviços e a vida cotidiana ficam no mesmo patamar, mas para isso é preciso desembolsar uma grana.

Quer ir ao banheiro numa estação de trem por exemplo? Tem que pagar em várias delas.

Estacionar na rua? Tem que pagar também.

Até mesmo em alguns cantões para descartar lixo reciclado tem que se pagar, algo que eu não entendia no começo mas agora percebo que é uma forma de tentar fazer as pessoas produzirem menos lixo. Um exemplo disso é que na maioria dos cantões não se pode usar qualquer saco de lixo, tem que comprar um especial. Aqui em Zug, por exemplo, 10 unidades saem por 30 francos.

Tours e passeios pela Suíça

Está montando uma viagem pela Suíça e não sabe quais passeios escolher? Abaixo alguns dos passeios mais disputados e populares por aqui na Suíça.
Obs: Você pode comprar os passeios abaixo com antecedência e pagar com cartão de credito.

Bom, essas são apenas algumas das curiosidades da Suíça. Atualizo esta lista frequentemente. Se você gostaria de contribuir com alguma informação comente abaixo!

Espero que tenha gostado do artigo e que ele tenha sido útil no planejamento de sua viagem!

Monique Ribeiro

travel-icon-183+ Dicas para planejar a sua viagem pela Suíça

 
  • Seguro de Viagem - Nunca se esqueça de contratar um Seguro de Viagem/Assistência Médica para a sua viagem pela Suíça! Algo que possui um custo baixo e pode evitar diversos problemas que poderiam causar stress à sua viagem. Recomendamos a Seguros Promo, um comparador de preços para você fazer a sua pesquisa e encontrar o melhor seguro de viagem de acordo com as suas necessidades ao melhor custo benefício. Cote os valores e garanta 5% de desconto usando o código do blog: MEJOGUEINOMUNDO5
 
  • Swiss Travel Pass: A melhor opção para explorar a Suíça utilizando toda a rede de transportes, o que inclui trem, ônibus e barcos em viagens ilimitadas mais gratuidade em rotas de trem panorâmicas pelo país e descontos em passeios aos Alpes e entradas em museus. Escolha o seu Swisspass aqui.
 
  • Global Pass: Caso seu roteiro inclua mais países pela Europa, talvez o Globalpass seja a melhor opção para você viajar de trem pela Europa. Informações e venda aqui.
 
  • Aluguel de carro na Suíça e Europa: Para quem quer ter a liberdade de explorar a Suíça e outros países da Europa que ficam na fronteira, o aluguel de carro é uma excelente opção! Recomendamos o site RentalCars, que é um buscador que mostra diversas locadoras de carros e os melhores preços.
 
  • Excursões e passeios pela Suíça com excelente custo benefício: Recomendamos a GetyourGuide. que é uma empresa líder mundialmente na venda de excursões e tickets para atrações em diversos países.  Mais de 100 opções de passeios pela Suíça feitos por agências locais como transfers de/para aeroportos nas principais cidades suíças e excursões aos Alpes, muitas vezes com preços mais baratos até mesmo do que comprando diretamente no guichê.
 
  • Pesquisa e reserva de hotéis: utilize o Booking.com, uma plataforma de busca e reserva de hotéis reconhecida mundialmente. Sempre pesquiso e acabo reservando hospedagem por lá por vários motivos, entre elesa possibilidade de muitas vezes reservar sem o cartão de crédito ou optar por pagar apenas na chegada e também é possível ler as avaliações de outros hóspedes. Veja aqui, por exemplo uma relação das hospedagens mais recomendadas nas principais cidades suíças:
   

Mais posts sobre a Suíça para te inspirar

Planejamento de Viagem à Suíça

Transporte na Suíça

Suíça nas diferentes estações

Principais cidades

Principais passeios em montanha

Lagos na Suíça

Vilas Suíças e dicas de passeios

Este post contém links de afiliados o que permite que um percentual de comissão seja repassado ao Blog em caso de reservas realizadas por aqui mas você leitor não paga nada a mais por isso e ainda contribui para manter o blog ativo e atualizado. Em caso de dúvidas consulte nossa Política de Publicidade. 

Mais de Monique Bianchi

FATU 2013 em Paraty – Festival Brasileiro de Filmes de Turismo, Aventura e Sustentabilidade

Neste final de semana estive em Paraty para participar do FATU –...
Leia Mais

62 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *