Testando a CicloFaixa e o BikeSampa Itaú

Neste domingo resolvi finalmente testar pela primeira vez andar de bike num percurso da Ciclofaixa, que desde 2009 deixa disponível em vários pontos da cidade, trechos destinados apenas a ciclistas durante o domingo e feriados.

O sucesso foi tão grande desde o início da implantação que os percursos estão sendo ampliados. Trata-se de um projeto da Prefeitura de São Paulo em parceria com a Bradesco Seguros.

Aproveitando a ideia resolvi testar também o serviço de “aluguel” de bikes do Itaú e vou contar como utilizá-lo.

Como funciona a Ciclofaixa?

Todos os domingos das 7h às 16h os trechos da Ciclofaixa ficam liberados para os ciclistas e fechados para os veículos. O espaço é delimitado por cones e recebe placas e pintura especial além da presença de mais de 500 colaboradores pelos trechos das regiões Norte, leste, Sul e Oeste, que auxiliam com a sinalização dos semáforos.

Há também, em alguns pontos, tendas da SOS Bike que ao todo conta com 44 mecânicos para auxiliar os ciclistas com suporte às bikes em serviços como calibragem de pneus, ajustes de banco, regulagem de correias e ajuste de freio. Todos estes serviços são gratuitos numa parceria entre a Bradesco Seguros e o Instituto Ciclobr.

É muito mais fácil planejar viagens com o Me Joguei no Mundo!
Utilize os links dos nossos afiliados logo a seguir para conseguir descontos em hospedagens, seguro viagem, ingressos e muito mais!

Onde ficam os trechos da Ciclofaixa?

Há diversos trechos espalhados pelas quatro Regiões de São Paulo conforme imagem abaixo:

mapa ciclofaixa sp
Material retirado do site: http://ciclofaixa.com.br

Para conhecê-los clique aqui.

O Trecho que testei foi o da Avenida Paulista, que foi interligada recentemente até o centro.

Como utilizar as bikes do Itaú

bikes do itau sp

O serviço BikeSampa, projeto de sustentabilidade entre o Itaú e a Prefeitura de São Paulo disponibiliza bicicletas para uso em estações localizadas em pontos estratégicos da cidade.

O primeiro passo para começar a utilizar o serviço é se cadastrar no Portal Mobilicidade e habilitar um Passe que possui o valor de R$10,00. Este valor é cobrado apenas na primeira vez, para ativar o serviço e deve ser pago com cartão de crédito.

Outra opção é baixar o aplicativo para smartphone e fazer o cadastro por ele.

Assim que realizar o pagamento, o serviço já fica disponível para uso.

Abaixo coloco um vídeo explicativo sobre o processo:

Como localizar as bikes?

Existe dois formas: pelo site ou pelo próprio aplicativo no smartphone que mostra a relação das estações e a quantidade de bicicletas disponíveis. Indico o uso do aplicativo que é muito útil, pois em determinado momento que você queira parar e devolver a bike precisa saber se há e onde ficam as estações próximas e se lá há vagas livres. Ou até mesmo antes de alugar, para saber onde encontrar uma bicicleta disponível mais perto de onde está.

Como retirar uma bicicleta da estação Itaú

Ao chegar numa estação, você deve ligar para o número 11 4063 3111 do celular que foi cadastrado ao habilitar o passe. Imediatamente uma gravação atende já falando o seu nome e pede para que você digite o número da estação e em seguida o número da bike que deseja retirar. Aí é só aguardar uma luz verde acender e puxar a bicicleta para retirá-la.

Caso deseje fazer este procedimento pelo aplicativo, é ainda mais fácil. Basta acessá-lo, digitar o número da estação, da bike e aguardar o sinal da luz verde que libera a bicicleta.

Imagine que as estações são inteligentemente conectadas a uma central de controle via wireless e são alimentadas por um painel de luz solar. Observe quando for retirar a sua bike.

Quanto tempo posso andar com a bike?

O serviço permite o uso de até 30 minutos de forma gratuita. Desta forma você pode pegar a bike em uma estação e devolvê-la na mesma ou em qualquer outra, dentro deste período de tempo, sem pagar nada.  Se você ultrapassar o limite dos 30 minutos, é cobrado cinco reais a cada meia hora.

Esse valor é debitado automaticamente do cartão de crédito cadastrado no momento em que o Passe foi habilitado.

Logo em seguida, se quiser pegar outra bike, deve aguardar um tempo de 15 minutos para poder novamente utilizar 30 minutos gratuitamente.

Como foi o passeio?

Iniciei o passeio assim que peguei a bike do Itaú próximo ao Shopping Santa Cruz. De lá fui até o Parque Trianon na Paulista e devolvi a bike em uma estação lá perto.

O percurso foi muito tranquilo e me senti bem segura. Havia muitas pessoas, muita sinalização e foi ótimo ir até a Paulista de bike, sentindo um ventinho no rosto e pedalando. Cada um pedala no seu ritmo e pude perceber um certo respeito entre todos que estavam utilizando a Ciclofaixa.

Fiquei impressionada com o sistema de bikes do Itaú. O procedimento é super simples e prático além de funcionar perfeitamente bem!

Logo após deixar a bike no Trianon, fui da ruma volta pela Paulista e após 15 minutos, fui procurar outra estação para pegar uma nova bike. Daí utilizei o aplicativo que me mostrou eficientemente qual a estação mais próxima e se havia bikes disponíveis, mostrando inclusive a quantidade. Para testar mesmo, cheguei a ir até uma das estações que dizia estar zerada e pude confirmar a informação.

Posso falar? Curti demais essa iniciativa e achei o máximo o apoio das empresas envolvidas e a participação da população realmente utilizando os serviços. Tomara que as pessoas se conscientizem mais a utilizar as bikes como meio de transporte e também como lazer, evitando o sedentarismo, mesmo que pelo menos aos domingos.

Gostou deste Post?

Cadastre-se aqui e receba diariamente nossos Posts em seu Email

Mais de Monique Bianchi

Conheça Danny Macaskill- o Rei da Bike Trial

Danny MacAskill, também conhecido como Danny Megaskill é hoje um dos nomes...
Leia Mais

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *