Rafting em Brotas

No dia 21 de junho parti em direção a  mais uma aventura: Rafting em Brotas!

Essa atividade que consiste em descer corredeiras de rio em botes infláveis é o chamariz da cidade. Existem diversas outras atividades de aventura para se fazer por lá  como Cascading, Tirolesas, Bóia Cross, mas o Rafting com certeza é o mais procurado.

Nosso passeio estava marcado para as 14h00 mas saímos bem cedo de SP porque são praticamente 4 horas de viagem daqui até Brotas. Chegando lá, demos uma volta pela cidade, almoçamos e ficamos aguardando a hora de embarcar no ônibus que nos levaria até o local da prática: o Rio Jacaré Pepira.

passeio de rafting em brotas garante muita emoção
Uma das primeiras quedas.

No caminho até o rio num dos ônibus, os instrutores começam já a passar algumas instruções básicas e contaram sobre a cidade de Brotas, como surgiu o nome e como o esporte Rafting  se popularizou na cidade. A história é muito interessante: algumas famílias de moradores tinham por costume descer a corredeira do rio  em bóias feitas com câmaras de ar de pneus de caminhão por lazer e assim aos poucos, junto à ideia de preservação ambiental a cidade foi se firmando como polo turístico esportivo.  São feitas também algumas brincadeiras no ônibus já para descontrair a galera e criar um clima de conjunto entre os participantes, afinal o Rafting é uma atividade esportiva em equipe, que depende muito do desempenho de cada um.

Ao chegarmos no local próximo ao rio Jacaré Pepira tivemos cerca de 1h00 de treinamento com a apresentação dos equipamentos e alguns exercícios para treinar reflexos. Os instrutores fizeram muito bem sua parte. Todos eram muito divertidos e nos deram muitas instruções, inclusive o que poderia dar errado para já nos prepararmos psicologicamente e evitar que isso acontecesse, rs.

É muito mais fácil planejar viagens com o Me Joguei no Mundo!
Utilize os links dos nossos afiliados logo a seguir para conseguir descontos em hospedagens, seguro viagem, ingressos e muito mais!

relato de um passeio de rafting em brotas, no rio jacaré pepira

Legal, hora de entrar no rio. Fomos em um bote em 6 pessoas e mais um instrutor. Acho que tinham mais de 10 botes, muita gente mesmo!!! O dia estava bonito, ensolarado mas frio! Sim, não estava muito calor, logo a água estava geladíssima! Damos uma voltinha no rio para relembrar as principais instruções como comandos de remo: Frente, Ré , Piso e também pra já entrar no clima e esquecer se acostumar com a água gelada. Então para isso acontecer começou a rolar uma guerrinha de água entre os botes e claro quem estava na frente como eu se encharcou totalmente e já começou a tremer (de frio, que fique claro,rs) antes do percurso começar. Cada bote tinha também que inventar um grito de guerra que gritávamos incansavelmente no percurso, hehe!

Fiquei surpresa quando descobri que o percurso do rio que íamos fazer era de 10 km! Então levaria cerca de 2h30 ou até 3 horas! Que máximo!!! Nessa parte eu tinha esquecido da água gelada…

Deram o sinal para começarmos e lá vamos nós remando e a primeira impressão que eu tive foi : “Nossa como cansa remar….” Isso só nos primeiros 10 minutos, imagine… Cansa demais e começa a rolar também uma certa apreensão sobre as quedas que estavam por vir e o medo de cair do bote naquela água gelada. Outra coisa é o fato de que todos dentro do bote tem que remar juntos e até chegarmos a essa sincronia demora um pouco, rs.

Antes da primeira queda a adrenalina já começou a aparecer, quando ganhávamos velocidade e tínhamos que desviar ou abaixar a cabeça de galhos de árvore que vinham pela frente.

um dia de sol e muita aventura praticando rafting em brotas

Só sei que foram cerca de 4 ou 5 quedas e sim dá um medinho, aquele famoso frio na barriga e o medo de sair voando do bote. Normalmente após alguma queda tinha uma rocha que vinha de frente e tínhamos que virar o bote para não darmos de cara com ela! Muita emoção! Em uma das quedas ficamos junto a vários botes e fizemos uma pausa para tirar fotos e flutuar/surfar. Foi neste momento que eu quase caí do bote. Repare nas fotos a seguir. Eu estava quase caindo quando recuperei as forças e agarrei o braço de um amigo que estava no bote. Demos muita risada depois.

rafting em brotas com amigos
Quase caindo…

praticar rafting em brotas é uma grande aventura

Terminamos o percurso por volta das 6 da tarde e estávamos todos tremendo de frio. No final rola um chocolate quente ou uma pinguinha com mel muito boa para esquentar! Daí é só entrar no ônibus e voltar para a cidade!

Nós adoramos o Rafting e pretendemos voltar (no verão), para o Rafting Noturno feito em noite de lua cheia! Apesar de não ser uma atividade tão radical assim, é muito indicada pra lazer e pra curtir a natureza, o lugar é muito bonito mesmo e vale à pena!

Importante: Fizemos a atividade com a Agência Águas Radicais! Aprovamos e recomendamos!

Se você for a Brotas evite fazer um bate volta como nós e reserve o final de semana pra ficar por lá e curtir a cidade que é muito gostosa. De quebra você terá mais tempo para fazer outras atividades de aventura!

Até a próxima!

blog diário radical, o melhor blog de esportes radicais

 

Mais de Monique Bianchi

O que fazer em Lucerne –quantos dias ficar na cidade

É sempre difícil decidir quantos dias ficar em uma cidade durante uma...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *