Escalada indoor pela primeira vez

escalada indoor

Depois de algumas experiências radicais aéreas resolvi experimentar pela primeira vez a sensação de escalar e para isso fui com alguns amigos na Escola de Escalda 90 graus, treinar escalada indoor.

Escolhemos a Escola Indoor 90 Graus para realizar esta experiência pois o local é  bem legal e tem várias paredes para treino. Fizemos a modalidade top rope, em que a pessoa que escala fica presa por uma corda fixada no topo da parede e a outra ponta fica com o escalador que dá a segurança, sendo assim escala-se sempre em dupla.

Nos apresentaram os equipamentos básicos como a cadeirinha, mosquetão e freio. Após entender o procedimento de segurança que no início parece um pouco confuso, a outra pessoa já está preparada para subir. E então basta ir escolhendo as pedras as quais se agarrar e apoiar o pé para ir subindo. Aos  poucos se percebe que não é tão simples … Muitas das pedras não oferecem uma “pegada” legal. Umas muito lisas, outras muito pequenas e assim você se vê em alguns momentos preso sem saber para onde ir e aí bate o cansaço.

treinando escalada indoor pela primeira vez

É muito mais fácil planejar viagens com o Me Joguei no Mundo!
Utilize os links dos nossos afiliados logo a seguir para conseguir descontos em hospedagens, seguro viagem, ingressos e muito mais!

Os braços começam a dar sinais de fraqueza, afinal para nós iniciantes a ideia que se tem é de eles são responsáveis por sustentar na maior parte do tempo praticamente todo o peso do corpo, o que é um grande engano… Na verdade a força maior deve ser feita com as pernas e os braços servem mais como apoio mesmo. Difícil entender isso na prática, rs. Abaixo um videozinho com alguns momentos dessas tentativas.

Para mim o principal desafio foi tentar arriscar em alguns momentos onde a possibilidade de segurar errado em alguma pedra ou não aguentar o peso do corpo me fizesse escorregar e cair, mesmo que o cair nesse caso significasse ficar pendurada pela corda sem perigo algum.

A escalada exige um trabalho físico e mental porque ao mesmo tempo que se precisa da força física para realizar manobras, tem-se que pensar estrategicamente qual a melhor rota para se chegar ao topo com segurança e como agir frente a determinados obstáculos como falta de agarras.

Aos poucos esse medo que eu tinha da “queda”, do erro, foi diminuindo a cada subida e nos momentos que eu conseguia transpor algum obstáculo e subir até o topo de alguma parede batia aquela sensação de vitória!  Foram 2 dias de escalada, tentando aprender e desenvolver algumas habilidades deste esporte  bastante desafiador e a vontade de continuar a aprender é grande!

Depois desses treinos indoor, resolvi testar os aprendizados em uma parede de verdade lá em Pedra Bela, no interior de São Paulo. Saiba como foi, lendo o post aqui!

blog diário radical, o melhor blog de esportes radicais

 

Mais de Monique Bianchi

Lago Oeschinensee, um dos lagos mais fotogênicos da Suíça

O lago Oeschinen é um dos lagos alpinos mais visitados da Suíça....
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *