Abertura Projeto Cinema no Rio – Sons do Velho Chico

Como já escrevi um post aqui no Blog, o Projeto Cinema no Rio São Francisco que leva o cinema a populações ribeirinhas carentes merece todo nosso incentivo e apoio e apesar de não estar acompanhando de perto o projeto, gostaria de dividir com vocês o que anda rolando por lá!

Texto por Pamilla Vilas Boas
Fotos por André Fossati
Sons do Velho Chico
 A abertura do Cinema no Rio mostrou o poder da música feita por jovens
Quem canta ora duas vezes e quem toca conversa diretamente com Deus. A abertura do projeto Cinema no Rio em Pirapora foi de música, cinema e de sonhos que impressionam se transformados em realidade. Primeiro a orquestra, sonho do Maestro Alex que não pôde estudar mesmo que desde muito cedo fosse clara sua paixão pela música. Aprendeu tudo sozinho, se escondendo no meio do mato para poder praticar.
Já na tela de cinema a imagem de Lourdes Barroso que apanhou por querer cantar e que saia fugida de casa para se apresentar na cidade. Ela saltava a janela para mostrar sua música e depois, como castigo da mãe, tinha que escolher entre apanhar de chicote ou palmatória, preferia a palmatória que deixava menos marca pelo corpo. E assim seguiu com sua voz considerada de anjo.
Fora às imagens do filme da cidade e de forma presente estavam os meninos em frente a tela inflável empunhando seus instrumentos e impressionando a platéia que ora se emocionava, ora aplaudia e dançava ao som da orquestra Jovem de Pirapora.
No final das contas, como o maestro mesmo explica, a ideia de criar uma orquestra de jovens surgiu da necessidade de dar aos meninos o que o ele não teve: acesso aos estudos. Alex recebeu vários prêmios nacionais e deu aula em conservatório sem ter formação, só com 47 anos teve oportunidade de se graduar em música.AFA_8916
“Pirapora é  única, tem um rio único e por isso precisa de um projeto especial”, fala o Maestro sobre o seu projeto “Sinfonias do Velho Chico”. Com apenas oito meses de existência, a orquestra que reúne meninos de 09 a 16 anos já impressiona. Executaram música erudita, popular e clássicos do rock como a música “Final Cut” . No ar, uma pergunta que passou pela cabeça de todo mundo: como meninos tão jovens são capazes de tocar todos esses instrumentos em tão pouco tempo de estudo?
O Maestro que diz ser chamado até de santo milagroso, desmistifica a ideia explicando que música é para todos e que tudo depende é do método. Se a proposta já é tão ousada, o Maestro que ir mais longe. Tem como horizonte próximo descer o rio São Francisco realizando apresentações itinerantes nas cidades ribeirinhas.

AFA_8834
AFA_8886
AFA_8923

Cinema no Rio São Francisco 2012

7ª Edição – 20 de abril

É muito mais fácil planejar viagens com o Me Joguei no Mundo!
Utilize os links dos nossos afiliados logo a seguir para conseguir descontos em hospedagens, seguro viagem, ingressos e muito mais!

Produção: CineAR

Patrocínio: Oi

Apoio cultural: Oi Futuro, Cemig, Confluência, Sat Plus e Lei Estadual de Incentivo à Cultura

Assessoria de Imprensa: Sinal de Fumaça – A comunicação original

            (31) 3264-4404

Juliana Afonso –             (31) 8734-7999

Você também encontra o Projeto Cinema no Rio São Francisco nas Redes Sociais:

Twitter http://twitter.com/CinemanoRioSF

Facebook   http://www.facebook.com/pages/Cinema-no-Rio-S%C3%A3o-Francisco/145256672172454

Mais de Monique Bianchi

Lago Cauma “Caumasee” um dos lagos mais incríveis na Suíça

A Suíça além de ser o país dos Alpes e dos chocolates...
Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *