Lucerne, Suiça

Rigi, passeio de barco e montanha em Lucerne

21 de maio de 2017
topo da rigi lucerne

Saiba como é o passeio a Rigi, combinando barco trem e bondinho

A montanha Rigi é conhecida como a rainha das montanhas na região de Lucerne devido a majestosa vista que podemos apreciar do topo.

Este é um dos passeios mais populares a partir da cidade de Lucerne e é um dos que mais gosto porque dá a possibilidade de combinar um cruzeiro pelo lago de Lucerne com a subida de trem ou bondinho até o topo da montanha. Aliás, além disso há diversas outras possibilidades como várias trilhas, piscina aquecida de frente para os Alpes e muito mais.

Neste post conto como é o passeio à montanha Rigi e deixo dicas para quem pretende fazê-lo.


Não se esqueça de adquirir um Seguro de Viagem/Assistência de Viagem! Algo que possui um baixo investimento e pode evitar diversos problemas que poderiam causar stress à sua viagem. Recomendamos fazer a cotação no comparador de preços da Seguros Promo que trabalha somente com as melhores seguradoras e oferece diversos descontos. Parcele em até 12x e garanta mais 5% de desconto usando o código do blog: MEJOGUEINOMUNDO5

Principais vantagens ao fazer o passeio à montanha Rigi

A Rigi é uma montanha a 1798 metros acima do mar, e comparando com as outras montanhas da região, Pilatus (2128 m) e Titlis (3238 m) é uma das mais baixas mas isso não significa que o passeio seja menos interessante. Pelo contrário! O passeio a Rigi oferece muitas possibilidades de atividades para todos os gostos e é realmente um dos passeios mais completos na região de Lucerne, além de oferecer uma das vistas panorâmicas mais lindas dos lagos e montanhas da região central da Suíça.

paisagens montanha rigi lucerne


Alugar um carro na Suíça é uma boa ideia. Recomendamos usar a RentalCars para pesquisar e efetuar a reserva de um carro no país. Você pode comparar os preços entre as melhores locadoras e economizar.

O tempo médio do tour incluindo o passeio de barco saindo de Lucerne até o topo da montanha Rigi é de 1 hora e meia. Sendo assim, meio dia é suficiente para fazer esse passeio caso você não tenha em mente fazer trilhas ou experimentar o spa com piscinas termais.

O passeio à Rigi está incluso no Swisspass

Em questão de preços, é também um passeio super atrativo conforme você pode ver abaixo custando CHF 72 francos suíços por pessoa para ida e volta( durante o verão). Mas a melhor parte é que esse passeio é 100% coberto pelo Swisspass! Isso significa que quem tem o Swisspass faz o passeio totalmente de graça! Acho isso incrível e uma excelente vantagem ao adquirir o bilhete Swisspass. Ou seja, se você adquiriu o bilhete Swisspass e vai passar pela região de Lucerne, o passeio a Rigi é imperdível! 


Para a cotação e reserva de Hotéis aos melhores preços recomendamos a Booking.com. Leia as reviews de outros hóspedes e pague a sua estadia apenas quando chegar ao hotel.

Saiba tudo sobre o Swisspass, o que inclui, quanto custa e como comprar.

quanto custa o passeio a montanha rigi

Se você não adquiriu o Swisspass, existe a possibilidade de comprar um combo passeio de barco + subida a Rigi aqui.

Um passeio completo e para toda a família

Pela quantidade e variedade de atividades a montanha Rigi é também um excelente passeio para quem esta viajando em família. Veja mais abaixo as possibilidades de combinação deste passeio.

Comparando com outros passeios de montanha da região, é um dos menos lotados apesar de também ser bem turístico, e eu pessoalmente gosto mais da energia e vibe do local, excelente para relaxar e fazer trilhas em meio a paisagens de tirar o fôlego.

trilha montanha rigi

Rigi: um passeio e várias opções

Esse é outro ponto positivo de fazer o passeio a Rigi. Há diferentes formas de se chegar ao topo da montanha e uma das mais famosas começa na cidade de Lucerne, onde você embarca em um cruzeiro pelo lago e desce na estação de Weggis ou Vitznau. O passeio se torna 2 em 1 ou 3 em 1 como explico em seguida.

Cruzeiro pelo lago de Lucerne + bondinho + trem – desembarcando em Weggis

gondola rigi

Vista ao subir a Rigi de bondinho

Se você optar por desembarcar em Weggis, que é uma linda cidade por sinal, a subida ao topo da  Rigi se dará em duas etapas. Primeiramente você deve pegar um bondinho que te levará até a estação intermediaria Rigi Kaltbad, onde fica o spa e piscinas termais de frente para os Alpes. De la você devera pegar o trem de cremalheira para chegar a Rigikulm, o topo da montanha.

Se a sua ideia é experimentar o spa e relaxar em uma piscina aquecida de frente par aos Alpes a qualquer época do ano, esse é o melhor trajeto. Nessa estação ha também possibilidades de trilhas, parquinhos para crianças e churrasqueiras ao ar livre para fazer um churrasquinho ou piquenique. Ha também restaurante, café e o Hotel Rigi Kaltbad caso você decida relaxar a passar uma noite por lá de frente para a majestosa vista dos Alpes. Além deste hotel ha mais opções para se hospedar na região, como você pode ver abaixo.


Booking.com

 

  • O spa e piscinas termais são pagos à parte e não está incluso no bilhete a Rigi!
  • Caso você tenha alugado um carro, há um estacionamento no local de onde sai o bondinho.

 

Leia mais:O que você precisa saber para dirigir na Suíça

Alugar um carro ou adquirir o Swisspass? Veja prós e contras de cada opção.

 

Cruzeiro pelo lago de Lucerne + trem de cremalheira

passeio de barco pelo lago de Lucerne

No cruzeiro pelo lago de Lucerne! Aquele castelo ali atrás de mim é o luxuoso Parkhotel Vitznau

A segunda opção para chegar ao topo da Rigi é desembarcar na estação de Vitznau e de lá pegar o trenzinho de cremalheira que sobe até o topo da Rigi. Esse trem também pára nas estações intermediárias, como a Rigi Kaltbad onde fica o Spa. Caso você esteja de carro, há vários estacionamentos em Vitznau pertinho de onde sai o trem em direção à Rigi.

Na viagem de volta você pode mudar um pouco o percurso e descer de trem até Rigi Kaltbad e de lá pegar o bondinho que leva até Weggis, de onde você deve caminhar cerca de 10-15 minutos para pegar o barco de volta a Lucerne.

subida de trem a rigi

Dentro do trem de cremalheira subindo a Rigi

Eu recomendo fazer os dois percursos, de trem e de bondinho porque eles oferecem vistas e experiências diferentes e já que esta incluso no bilhete, por que não?

Há uma terceira opção que é pegar o trem de cremalheira a partir de Arth – Goldau. Teoricamente este não é um dos percursos mais turísticos, mas é também uma opção de chegar de trem regional até o local de onde sai o trem de cremalheira. Os preços são os mesmos.

Atrações no topo da montanha Rigi

Ao chegar ao topo da Rigi, assim que você descer do trem poderá apreciar a incrível vista 360 graus da região de Lucerne e Zug com um panorama dos Alpes e cerca de 13 lagos. Além disso, é possível ter uma vista também da França e Alemanha.

vista 360 rigi

Você irá encontrar também uma lanchonete e mais acima um restaurante com terraço panorâmico além do tradicional Hotel Rigi Kulm que completou 200 anos em 2016.

Esse é o momento de experimentar algum prato típico da culinária suíça como o Älplermagronen (macarrão alpino), um dos meus pratos favoritos, ou então curtir a vista panorâmica dos Alpes tomando um drink ou café.

o que fazer em rigi

Quem tem pique e tempo vai amar a região para fazer trilhas. Uma dessas trilha leva a um outro spa que oferece uma hidromassagem e sauna a apenas 20 minutos de caminhada da estação RigiKulm. Os serviços oferecidos devem ser reservados com antecedência.

Mais dicas pela região

A região onde esta localizada a montanha Rigi é conhecida como a Riviera da Suíça central e vale muito à pena fazer um tour pelas cidades ao redor do lago como as já citadas Weggis e Vitznau entre outras. Seja de carro, de bus ou de barco é um passeio que será inesquecível. Essa região alias é uma excelente base para se hospedar e fazer os passeios ao redor da cidade de Lucerne. É por ali que fica um dos hotéis de luxo mais incríveis da Suíça,  o fenomenal 5 estrelas Parkhotel VitznauSe você tiver a chance de se hospedar alguns dias pela região, e estiver procurando por um hotel especial na Suíça, este é certamente a melhor escolha.

parkhotel vitznau

A região ao redor do lago de Lucerne  oferece muitas outras opções de hospedagem para todos os bolsos, então se você não quer nada muito luxuoso, recomendo a pesquisa no Booking.com.

Espero que esse post tenha sido informativo e tenha te inspirado a conhecer a montanha Rigi. Já esteve por lá? O que achou do passeio? Comente aqui embaixo e compartilhe conosco sua opinião.

 

travel-icon-183+ Dicas para planejar a sua viagem pela Suíça

  
  • Seguro de Viagem - Nunca se esqueça de contratar um Seguro de Viagem/Assistência Médica para a sua viagem pela Suíça! Algo que possui um custo baixo e pode evitar diversos problemas que poderiam causar stress à sua viagem. Recomendamos a Seguros Promo, um comparador de preços para você fazer a sua pesquisa e encontrar o melhor seguro de viagem de acordo com as suas necessidades ao melhor custo benefício. Cote os valores e garanta 5% de desconto usando o código do blog: MEJOGUEINOMUNDO5
 
  • Swiss Travel Pass: A melhor opção para explorar a Suíça utilizando toda a rede de transportes, o que inclui trem, ônibus e barcos em viagens ilimitadas mais gratuidade em rotas de trem panorâmicas pelo país e descontos em passeios aos Alpes e entradas em museus. Escolha o seu Swisspass aqui.
 
  • Global Pass: Caso seu roteiro inclua mais países pela Europa, talvez o Globalpass seja a melhor opção para você viajar de trem pela Europa. Informações e venda aqui.
 
  • Aluguel de carro na Suíça e Europa: Para quem quer ter a liberdade de explorar a Suíça e outros países da Europa que ficam na fronteira, o aluguel de carro é uma excelente opção! Recomendamos o site RentalCars, que é um buscador que mostra diversas locadoras de carros e os melhores preços.
 
  • Excursões e passeios pela Suíça com excelente custo benefício: Testamos a Viator e recomendamos. É uma das principais companhias que vendem passeios mundialmente e eles possuem parceria com diversas agências de turismo na Suíça. Mais de 100 opções de passeios pela Suíça, transfers de/para aeroportos nas principais cidades suíças e excursões aos Alpes com preços mais baratos até mesmo do que comprando diretamente no guichê. Veja aqui todas as opções de passeios oferecidos.
 
  • Pesquisa e reserva de hotéis: utilize o Booking.com, uma plataforma de busca e reserva de hotéis reconhecida mundialmente. Sempre pesquiso e acabo reservando hospedagem por lá por vários motivos, entre elesa possibilidade de muitas vezes reservar sem o cartão de crédito ou optar por pagar apenas na chegada e também é possível ler as avaliações de outros hóspedes. Veja aqui, por exemplo uma relação das hospedagens mais recomendadas nas principais cidades suíças:
   

Mais posts sobre a Suíça para te inspirar

Planejamento de Viagem à Suíça

Transporte na Suíça

Suíça nas diferentes estações

Principais cidades

Principais passeios em montanha

Lagos na Suíça

Vilas Suíças e dicas de passeios

Este post contém links de afiliados o que permite que um percentual de comissão seja repassado ao Blog em caso de reservas realizadas por aqui mas você leitor não paga nada a mais por isso e ainda contribui para manter o blog ativo e atualizado. Em caso de dúvidas consulte nossa Política de Publicidade. 

You Might Also Like

20 Comments

  • Reply Viajar pela história - Catarina Leonardo 7 de agosto de 2017 at 11:58 AM

    A Suiça é tudo de bom!!! Adorei o que vi, há uns atrás quando visitei. Não fui a esta montanha, mas é impossível ir a todo o lado!!! Parece ser um passeio fantástico também.

    • Reply Monique Bianchi 15 de agosto de 2017 at 10:31 AM

      Oi Catarina, realmente esse passeio até a montanha Rigi é muito bacana. Ainda mais se combinar com o passeio de barco. Dá para ver lindas paisagens!

      Abraços

  • Reply Renata Rocha Inforzato 14 de julho de 2017 at 9:16 PM

    A Suíça é um dos países que mais sonho em conhecer e ainda não fui pelos preços. Mas cada vez que vejo os seus posts, mais essa vontade aumenta. Bom saber que com a Swisspass este passeio é gratuito… Isso já é uma ótima economia.

  • Reply Simone Hara 13 de julho de 2017 at 5:55 PM

    Que post pra humilhar hein! No bom sentido, claro!
    Não tem como a gente não cobiçar estar nessas paisagens maravilhosas… mas post bom é assim mesmo: inspira novos destinos!

  • Reply Deisy Rodrigues 11 de julho de 2017 at 2:54 PM

    Que paisagens são essas? Lindas demais! Adorei a dica do cruzeiro pelo lago de Lucerne + bondinho + trem, fica perfeito o roteiro dessa forma. Post cheio de dicas maravilhosas e essas fotos estão um espetáculo.

    • Reply Monique Bianchi 12 de julho de 2017 at 5:13 AM

      Oi Deisy! Realmente a Suíça é cheia dessas paisagens naturais encantadoras e esse passeio é uma excelente ideia para conhecer um pouquinho de tudo passando por lago e montanha. Obrigada e abraços!

  • Reply Michela Borges Nunes 11 de julho de 2017 at 11:07 AM

    Nossa, que passeio incrível! Eu amo a Suíça, mas nunca fui a este monte. Amei demais as dicas e deve ser inesquecível. Pelas fotos dá para perceber, ao menos um pouco. Obrigada por compartilhar esta experiência.

    • Reply Monique Bianchi 12 de julho de 2017 at 5:16 AM

      Oi Michela tudo bem? Pois é, são tantas montanhas por aqui na Suíça né,hehe. Esse é um passeio que super indico na região de Lucerne. A vista é realmente insana! Espero que volte ao país e se der inclua no seu roteiro! Um abraço e obrigada!

  • Reply Eliana C. Pereira 9 de julho de 2017 at 2:37 PM

    Que passeio incrível!!! Preciso conhecer mais a Suíça e Lucerna sempre esteve nos meus planos… Adorei a ideia de parar em Weggis!!! Parabéns pelo post!!!

  • Reply lid costa 9 de julho de 2017 at 9:50 AM

    Abri o post, me deparei com essa primeira foto e ja pensei na hora: quero conhecer! Não é a toa que é conhecida como a “rainha das montanhas”. Os passeios que eu mais gosto são esses que envolvem a natureza, me emociono demais!

  • Reply Camila Lisbôa 8 de julho de 2017 at 8:41 PM

    Vista, neve, cruzeiro, trem, termas, alpes… Seria o paraíso?

    Que lugar mais maravilhoso <3

  • Reply Ruthia Portelinha 8 de julho de 2017 at 7:26 PM

    Monique, tive tanta pena de não conhecer nem Rigis nem Pilatus. No dia que visitamos Lucerna, estava um pouco encoberto e frio e, no posto de turismo, mostraram-nos as câmaras em tempo real, estava um nevoeiro horroroso, não se via um palmo à frente do nariz.
    Este seu post ainda atiçou mais a minha curiosidade. Tenho que voltar um dia!

  • Reply Gisele 8 de julho de 2017 at 5:31 PM

    Sempre bom saber de lugares onde é possível ir com a família inteira sem ninguém ficar entediado. Eu me imaginei nessa piscina olhando as montanhas cobertas de neve. Deve ter sido mesmo uma viagem deliciosa!

  • Reply Carlos Pessoa 23 de junho de 2017 at 3:28 PM

    Obrigado, Monique. Iremos no outono. Vou ficar realmente entre Rigi e Pilatus, pois ambos são mais baixos e possuem, como você mencionou, o trio barco-trem-teleférico, o que deve fazer o passeio ficar bem interessante. Abração e continue postando seus blogs interessantíssimos.

  • Reply Carlos Pessoa 10 de junho de 2017 at 2:57 AM

    Que maravilha teu blog, Monique. Parabéns! Você me deixou numa dúvida tremenda (rsrsrs). Este ano estarei fazendo a dobradinha Portugal e Espanha, mas em 2018 irei à Suíça com minha esposa e não sei qual passeio devo escolher: Rigi, Pilatus ou Titlis. Há alguns anos fomos visitar a Cordilheira dos Andes, no Chile, e na subida desabei no chão da Van em que estávamos. Não sei se era porque a estrada era sinuosa e eu fiquei tonto ou se foi por causa da altitude. O motorista parou o carro e minutos depois estava novo em folha. O que você acha que foi? Meu receio é só esse. Quanto a esquiar, nem pensar. Levei tombos horríveis tentando aprender na Cordilheira e desisti da ideia (rsrsrs). Gostaria de um passeio bem tranquilo apenas para ter uma bela visão dos Alpes. Talvez esse de Rigi, com a combinação de barco, bondinho e trem seja mais interessante e menos “medroso” (rsrs). Você me daria que sugestão? Te agradeço. Carlos.

    • Reply Monique Bianchi 14 de junho de 2017 at 7:43 AM

      Oi Carlos tudo bem? Desculpe pela demora na resposta! Obrigada pelo elogio ao blog! Das 3 montanhas que você citou a Titlis é a mais alta. A época em que estará viajando influencia na escolha do passeio também. Eu recomendaria a Rigi ou a Pilatus se vierem no verao ou primavera. Ambas sao passeios bem agradaveis que permitem ver um panorama incr’ivel dos Alpes e lagos da regiao. Combinando o passeio entao com o bondinho, barco e trem na Rigi, e trem, bondinho e barco na Pilatus também é uma otima ideia de aproveitar bem o dia e explorar as possibilidades dos passeios. A Titlis é bem bacana também, mas relamente a altitude pode pegar para algumas pessoas que podem sentir uma tontura temporaria. Há neve o ano todo no topo da Titlis, e o diferencial também é um bondinho rotatório no ultimo percurso do passeio e uma ponte suspensa nos Alpes. Espero ter ajudado. Aqui no Blog, tem post sobre as 3 montanhas. Vc pode ler os artigos e ver as fotos para ajudar a te decidir! Um abraço

  • Reply Monte Pilatus: conheça a montanha símbolo de Lucerne | Me joguei no Mundo 30 de maio de 2017 at 6:36 PM

    […] Rigi, a rainha das montanhas – passeio de barco e montanha […]

  • Reply Natara Denardi 29 de maio de 2017 at 5:13 PM

    Nossa muito bom esse post!!
    Deu vontade de me jogar lá

    • Reply Monique Bianchi 30 de maio de 2017 at 4:24 AM

      Obrigada! Sim,hehe, a paisagem é muito linda né!
      Beijos

  • Reply Dicas para conhecer Lucerne, uma das cidades suíças mais lindas | Me joguei no Mundo 23 de maio de 2017 at 9:18 AM

    […] Rigi, passeio de barco e montanha em Lucerne […]

  • Leave a Reply